Veja porque o Hulk de peter david era e ainda é tão foda


Estava relendo a fase do hulk professor e sempre me espanto de como uma historia comum do hulk podia ser tão boa
Titulo: “Lest Darkness Come” ou na tradução que foi feita “idade das trevas”
Roteiro:Peter David
Desenho:Gary frank
Jim Wilson um antigo do amigo do hulk após ter descoberto que é portador do vírus HIV vira ativista contra o preconceito, quando um garoto sofre preconceito por estudar em uma escola e  ser portador do vírus começa um intenso debate e protesto, até que uma pessoa acerta a cabeça do amigo do hulk com uma pedra e o hulk surge para tirar satisfação  e seu amigo para o hospital.

Ao mesmo tempo Betty a esposa de Bruce Banner ( o alter ego do hulk) começa seu trabalho em uma ONG e recebe o telefonema de um homem que quer se matar porque descobriu ter AIDS,Betty tenta conversar com ele usando todos os termos possíveis e que ele precisa avisar suas parceiras da doença, porem os argumentos de peter David levam a uma carga emocional raramente encontrada em hqs, onde você se envolve em uma historia a um ponto que começa a criar empatia por um personagem que acabou de surgir,o homem desconhecido e Jim são diferentes pela sua orientação sexual mas ambos enfrentam o mesmo problema,não só a doença mas todo o preconceito que ela carrega dentro de si.

Bruce Banner que mal consegue  ficar na forma do hulk sem perder o controle devido a vários problemas emocionais, leva seu amigo até uma base secreta do panteão,uma espécie de sociedade secreta que tem tecnologia avançada,lá é dito que eles possuem um remédio experimental mas que  pela ética não poderiam experimentar em seres humanos devido o forte grau de efeitos colaterais,o hulk não vê outra saída a não ser deixar seu amigo morrer ou doar seu sangue a ele,já que o sangue do hulk é imune a AIDS,mas se ele fizer isso seu amigo pode se tornar um monstro pior do que ele e matar pessoas ou simplesmente morrer porque o sangue não é garantia de sobrevivência.

Os diálogos são humanos e não ficam densos demais ao ponto de parecer falsos,mas é uma historia densa e pesada emocionalmente,você fica pensando como isso poderia sair em uma HQ ,na época eu comprei quando eu acho tinha uns 13 anos,é uma historia simples de 23 paginas,que faz você se por no lugar de todos os personagens,como ele consegue fazer com x-factor (que tinha personagens sem carisma) que ele conseguiu dar humanidade,falar de temas polêmicos como homofobia,aids,preconceito,drama pessoal,suicídio em uma hq de 23 paginas e conseguir passar todo o drama e sentimento não é para qualquer um.

Recomendo toda essa fase já que apesar do humor tem bastante humanidade e faz algo que sempre deveria ser feito no incrível hulk que é explorar psicologicamente o personagem ao extremo
Nota 8 para essa historia, mas fica com 9 por explorar e passar tão bem um tema polemico e difícil como esse

Confira Também...

0 comentários