Quando os americanos descobriram os mangás em 1990


Sempre existiram pessoas que gostaram de mangás nos EUA, mas houve uma invasão dos mangás em 1990 as historias tinham começado a cativar um publico e se destacar dos quadrinhos americanos tradicionais devido a sua falta de censura, a exploração da violência e sensualidade exacerbada, o que levou nesses tempos menos "conservadores" em termos de liberdade de expressão criativa a serem considerados algo moderno e influenciarem os quadrinhos, CNN, MTV e outros canais influentes na época faziam reportagem sobre a fascinação da cultura japonesa pelos jovens.

Os Quadrinhos dos anos 90 absorveram essa influencia e ficaram cada vez mais violentos e digamos "sensuais", houve um movimento contra o código de quadrinhos e as restrições aos quadrinhos chamando de "censura", heróis tinham visuais e atitudes mais agressivas especialmente na Marvel e Image Comics que chegaram a liderar o mercado no inicio dos anos 90, isso eventualmente levaria a critica aos heróis violentos da belíssima HQ Reino do amanhã.

No vídeo um escritor de mangás quando questionado se isso não influenciava negativamente a juventude do país ele disse: "Isso faz parte da nossa cultura e é aceitável".

Existem muitas criticas de hoje aos quadrinhos atuais para focar mais no conteúdo das historias e para que obras absorvessem certas ideologias em seus conteúdos, fossem mais "mente aberta" em relação as mudanças sociais que o mundo está passando, acredito que esse tipo de "pressão" é que está diminuindo a qualidade das historias atuais que nem se quer vendem como antes, já que diminuem a liberdade do autor e deixam ele com medo de explorar novas ideias, os quadrinhos deixaram de ser uma mídia ou produto em si para serem apenas um meio para explorar sua imagem em subprodutos de grandes corporações, é muito mais vantajoso vender filmes ou outros meios usando a imagem dos quadrinhos do que se importar com eles, com a perda do foco na vendagem de exemplares e sim em usar os quadrinhos como o óleo das engrenagens das vendas de outros produtos a industria acaba se perdendo.


Os mangás continuam os mesmos de sempre, continuam vendendo milhões de exemplares do japão e continuam dando liberdade para seus artistas fazerem mangás sobre qualquer coisa que a mente dele desejar contanto que venda, ao contrario dos quadrinhos americanos que o foco não são as obras em si mas a possibilidade de explorar a imagem da obra por outros meios.

Os Quadrinhos em geral tanto os Mangás quanto os quadrinhos ocidentais são uma força imortal que sempre vai existir, se o mangá continua o mesmo de sempre os quadrinhos estão em transição se essa transição será algo bom ou ruim só o futuro ira dizer, mas que vão continuar aqui, sim eles vão continuar.

Confira Também...

0 comentários