Akira será republicado no Brasil

O mês de abril trouxe uma novidade importante para fãs de quadrinhos e mangás no Brasil, a editora JBC (talvez a principal do gênero mangá no país) revelou a republicação do best-seller Akira de Katsuhiro Otomo. O anúncio foi em comemoração aos 20 anos da editora, sendo o 20º título confirmado no ano de 2015. 


Sobre Akira - Akira é uma maxi-série publicada entre 1982 e 1990, mostrando uma Tóquio pós 3ª Guerra Mundial no melhor estilo cyber punk. Em meio a todos os problemas decorrentes da guerra, o protagonista Kaneda e seu amigo Tetsuo envolvem-se indiretamente em uma conspiração além de suas compreensões, proveniente de um encontro com um garoto paranormal. 

Sobre Katsuhiro Otomo - Nascido em abril de 1954 é aclamado em todo mundo com a obra Akira, um marco da cultura mundial que popularizou películas japonesas no ocidente. Foi condecorado cavaleiro da Ordem das Artes e das Letras da França. Entrou no Hall da fama do Eisner Award. Foi o  vencedor do Grand Prix do Festival de Quadrinhos de Angoulême na França este ano. Participou de projetos pela Dark Horse e fez participação no especial Batman Preto e Branco da DC Comics.


No Japão Akira foi publicado em 6 grandes volumes, totalizando 120 capítulos. Ganhou uma adaptação produzida pelo próprio Otomo, lançada em 1988 e considerada um marco para a a popularização da cultura oriental no ocidente. Foram utilizados mais de 350 cores no longa, sendo 50 delas criadas para o mesmo. Com uma temática adulta, o lançamento no Brasil em 1991 impulsionou a editora Globo para a publicação do mangá em dezembro de 1990. A publicação foi baseada nas edições americanas lançadas pela Epic Comics (um selo da Marvel) em 38 edições coloridas por Steve Oliff. Assim como na edição americana, tivemos um hiato de 4 anos na publicação, que foi interrompida na edição #33 pela Globo em 1993, retomada em 1997 para a conclusão que foi em 1998. O fato tornou a coleção de Akira no Brasil uma raridade, e simplesmente manteve as últimas edições como artigo de luxo. Também iniciou uma lenda urbana de que a Globo teria retomado a publicação após ação judicial de um leitor. Fato já desmentindo publicamente pelo editor, Leandro Del Manto (aqui).
O que aconteceu mesmo foi que a produção norte americana (fonte dos originais para a edição brasileira) tiveram o mesmo hiato de publicação de 3 anos afetando a distribuição nacional.



Com o fato de ter se tornado um material raro e caro (em torno de R$ 800 à 1,000 no mercado livre), outro mito cresceu em torno da tão cultuada história. A Globo teria comprado os direitos de Akira e nos anos 90 de maneira a impedir qualquer outra publicação em território nacional, ou que a Kodansha (licenciadora) não permitiria mais publicações do material fora do Oriente. Fato esse largamente reproduzido entre os fãs, após tentativas infrutíferas da Conrad e da própria JBC de trazer o material para o país anteriormente. O fato é que a notícia da JBC deixou muita gente boquiaberta, e vai contribuir muito para aqueles que agora podem ver uma obra de qualidade estando acessível a suas mãos. O inicio da publicação deve ser em dezembro deste ano. O formato não foi anunciado, (se colorido, ou original preto e branco, se em seis volumes ou mais). Aproveitando a onda, Gosth in the Shell, outro mangá clássico também foi confirmado. Abaixo o editor Cassius Medaur oficializando a notícia.


Confira Também...

0 comentários