Últimas Postagens

PODCAST HQFAN #106: Arrow à Supergirl, num Flash!!!!!!!!!

Fala, galera! Estamos aqui pra mais um podcast, nessa semana falando sobre os finais de Flash e Batman Verde Arrow, o piloto da Supergirl e o trailler da Liga da Justiça pobreLendas do Amanhã. Viagem no mundo das séries da DC com Toddy, Pinto, Questão, Madruga (o aniversariante), Renan (o stalker),  Thurdin, Carol, Kathlen e o recém efetivado Quincas!!!!!!!



Comentados no podcast:




<O penico do Joel Ciclone

Eu tenho a Força de Acelerêixion



Eu sou você amanhã



Fomos surpreendidos novamente

Teve quem reclamou



Clássico da infância do Polvo



Clássico da infância do Pinto

O motivo do Arrow que vale entrar na Liga ...

... que segundo uns redatores seria esse aqui

Esperando a Liga Dark

Colônia espacial de Kripton (crédito: Thurdin prassodiando)

Lanteta Verde

Agora compare com a Gadot

Agradando os fãs de CdZ

Querem a do desenho?

 A clássica?

Ou a comunistinha?






Vídeo do Neal Adams desenhando o Bátema
pro Renan não ficar puto e não rolar mais facão 



Pra quem ainda não tá ligado



Lendas dos 80


Esse novo estagiário é muito gratuíto

Melhor parte do Demolidor

Melhor parte de Gothan

Toddy quer a sogra do Will Smith no filme do Super Choque


Em busca da treta

 Edição: Toddy

Texto: Pinto

Referências: Tod@s (com destaque pro pervertido do Thurdin nas fotos das cosplayers)

Vitrine: Renan


Pra alcançar 5 mil views num domingo vale tudo...



E visitem nosso novo quadro: Pergunte ao Doutor Polvo.

‘Star Trek 3′: Filmagens vão começar sem roteiro pronto

‘Star Trek 3’ já tem previsão para ser rodado. Simon Pegg, roteirista e um dos astros do filme, disse em entrevista ao Radio Times que as filmagens começam daqui a quatro semanas, em Vancouver.

Apesar da proximidade do cronograma, o primeiro esboço do roteiro foi entregue hoje, segundo Pegg. “Isso é insano!”, reconhece ele.

Recentemente, Pegg afirmou que a Paramount demitiu Roberto Orci da direção por considerar sua versão “muito trekkie”, ou seja, voltada apenas para os fãs da franquia.

“Os Vingadores, que é algo bem nerd, baseado em quadrinhos, fez US$ 1,5 bilhão. Além da Escuridão fez meio bilhão, o que ainda é ótimo. Mas isso significa que, de acordo com o estúdio, ainda existe US$ 1 bilhão em bilheteria que não foi para Star Trek. E eles querem saber o porquê. As pessoas não veem [Star Trek] como algo divertido, colorido, um entretenimento de sábado à noite como Vingadores”, justificou.


Ainda segundo Pegg, a solução encontrada pelo estúdio para atrair o interesse do público que desconhece a franquia seria “fazer um faroeste, suspense ou filme de assalto, e então povoá-los com personagens de Star Trek, tornando o filme mais inclusivo para o público que possa estar um pouco reticente”.

‘Star Trek 3’ pode ser chamado de ‘Star Trek Beyond’ (Star Trek Além), de acordo com o site TrekMovie.com. O título já teria sido registrado pelo estúdio e condiz com a premissa do filme, de resgatar o espírito da série original, indo “onde ninguém jamais esteve”.

Chris Pine, Zachary Quinto e Zoë Saldana, os principais astros da franquia, vão retornar. Idris Elba (‘Luther’, ‘Thor’) está em negociações iniciais para interpretar o vilão principal.

Além de reprisar o papel de Scotty, Simon Pegg também está co-escrevendo o roteiro de ‘Star Trek 3’ com Doug Jung. Após sua demissão do cargo, Roberto Orci permanece apenas como produtor.

Justin Lin (‘Velozes e Furiosos’) será o diretor. O novo ‘Star Trek’ teve sua estreia agendada para 8 de julho de 2016 – ano em que a série ‘Jornada nas Estrelas’ completa seu 50º aniversário.

‘Star Trek 3’ será parcialmente rodado na cidade de Seul, na Coreia do Sul, na primeira metade de 2015.


A Paramount quer se inspirar no sucesso de ‘Guardiões da Galáxia’ para moldar a trama de ‘Star Trek 3’

Cinehqfan:Um Conto De Batman: Na Psicose Do Ventríloquo

Fanfilme nacional que homenageá o homem morcego


Inspector Gadget ganhará reboot

Lembram do segurança que tem o corpo destruído e passa por uma experiência que o transforma em um ser meio robô, cheio de parafernálias no corpo? Sim, estou falando de nada mais nada menos que o Inspetor Bugiganga!

Para quem está sentindo um cheirinho de anos 2000, preparem-se: o personagem vai ganhar um reboot live-action, produzido por Dan Lin (responsável por Uma Aventura LEGO e Sherlock Holmes).

Esta será uma história completamente nova!

Além de John Brown (identidade do Inspetor) estão previstos para aparecer no filme sua sobrinha Penny, seu cão Brain e o vilão Doutor Claw.

O Inspector Gadget (no original) surgiu em um desenho animado e originou dois filmes: um protagonizado por Matthew Broderick e o outro por French Stewart. Recentemente, uma outra série animada do personagem foi lançada na Netflix americana.

Então, será que a nova história superará as antigas?


Imagem: Questão

CinehqfanKung Fury:Legendado


Um policial renegado mestre do Kung Fu viajante do tempo deve deter Hitler com ajuda de Thor e outros aliados e não esqueçam de de comprar o jogo, veja o trailer mais abaixo:



Agente Carter estará na Guerra Civil


As filmagens de Guerra Civil continuam a todo vapor, e quase todo mundo que fez um personagem importante na Marvel deu as caras no set, e a Hayley Atwell foi a ultima a dar as caras por lá, como podemos ver nessas fotos que ela postou no Twitter, aquela ferramenta inútil:





Lembrando que a participação dela no filme deve ser bem pequena, visto que nesse filme a personagem dela MORRE!!!!
Ainda sim, quem não ia?
Lembrando que esse a 2ª temporada da série da Agente Carter começa no intervalo de Agents of Shield entre 2015 e 2016, e terá 10 episódios dessas vez, 2 a mais que a 1ª temporada, afinal depois da Viúva, ela é a personagem da Marvel a estar tendo mais destaque nas mídias físicas... além de a atriz a chegar bem perto do nível 6 de beleza feminina...


E pros maiores de 18 anos, se quiser clique aqui.

Confira novo Teaser de Ash versus The Evil Dead


Advinhem só...


Isso mesmo, embora seja eu quem está fazendo esse post, não sou eu o culpado de hoje o podcast atrasar.


Essa tarde o Toddy, por razões que não podemos explicar teve que dar uma sumida, o que atrasou o podcast. Só posso dizer que o Fluffy também deu uma sumida hoje.


Hoje a noite ou amanhã de manhã o podcast deve sair, aguardem...

Cinehqfan: Aventureiros do Bairro Proibido

Big Trouble in Little China (Os aventureiros do bairro Proibido  ou As aventuras de Jack Burton nas garras do Mandarin é um filme estadunidense de 1986, do gênero aventura, dirigido por John Carpenter, em mais uma parceria do diretor com o ator Kurt Russell.
Embora o filme seja originalmente concebido como um Faroeste fixado na década de 1880, o roteirista WD Richter foi contratado para reescrever o roteiro extensivamente e modernizar tudo. O estúdio contratou Carpenter para dirigir o filme e apressaram a produção, de modo que seria lançado antes de um filme de Eddie Murphy com temática semelhante, O Rapto do Menino Dourado, que foi programado para sair quase ao mesmo tempo. O projeto cumpriu o desejo de longa data de Carpenter para fazer um filme de artes marciais. O filme foi um fracasso comercial, arrecadando 11,1 milhões na América do Norte ligeiramente abaixo da sua estimativa de orçamento de 20 milhões. Recebeu críticas mistas, que deixaram Carpenter desiludido com Hollywood e influenciaram sua decisão de voltar para o cinema independente. O filme é cultuado devido ao seu sucesso em home vídeo.

Aventureiros do Bairro proibido 2 pode acontecer!

fonte scyllar

Rumores circulam na internet da continuação do filme, aparentemente iam continuar de onde parou e não fazer um remake, até atores estão sendo sondados para os papeis do filme, não se sabe porem se o filme vai ser com novos atores e com participação de antigos em outros papeis ou uma continuação com o mesmo elenco porem com novos personagens extras 30 anos depois, como aconteceu recentemente em Starwars, mas só a possibilidade desse filme sair já deu uma animada na legião de fãs desse clássico dos anos 80 e 90.

Em Busca do Mercado Nacional de HQS

Fonte ig
O paraibano Mike Deodato, de 52 anos, esteve na primeira leva de artistas a conquistar espaço na gringa. Ele assinou, em 1993, a arte das revistas da Mulher-Maravilha, uma das menos vendidas da DC. "Eu nem gostava muito da heroína, mas queria fazer algo para a DC.”
Na época, ele mandava os desenhos via fax e não tinha computador para colorir as páginas. "Fiz tudo à mão, mas depois de três números a vendagem triplicou.” Depois de terminar o arco pelo qual era responsável, seu passe foi disputado. "Mas assinei com a Marvel em 1995 e estou lá até hoje.”
Na época, quem arranjava os contatos para os brasileiros era a agência de talentos Arts & Comics. "Helcio de Carvalho e o Dorival Vitor Lopes foram os grandes responsáveis", explica.
Mais de 20 anos depois da estreia de Mike, os artistas do País continuam se destacando. Fábio Moon e Gabriel Bá ganharam em 2011 o prêmio Eisner, o Oscar dos quadrinhos, de melhor minissérie por "Daytripper". No mesmo ano, Rafael Albuquerque também levou o prêmio de nova série por "Vampiro Americano".  Mas, além deles, a colorista gaúcha Cris Peter, 31, se tornou, em 2012, a primeira brasileira a ser indicada ao troféu pela pintura de "Casanova". "Fiquei impressionada que meu trabalho chamou a atenção.”
A geração de Peter, Moon e Bá, no entanto, teve uma trajetória diferente da dos anos 1990. "Fui fazendo contatos pelo meu blog internet, em convenções de quadrinhos", conta.
Com trabalhos para a Vertigo, selo adulto da DC, e outros para a Mavel, a artista explica que a "máquina", como ela chama o mercado editorial americano, é caótica e pode atrapalhar a criatividade do quadrinista. "Você precisa entregar 26 páginas por mês, então automatiza o trabalho. Minha arte mesmo é prejudicada pelos prazos apertados", afirma
O curioso é que, segundo ambos os quadrinistas, o respeito pelos deadlines é o grande diferencial dos brasileiros. "Além do talento, nós somos muito profissionais", diz Deodato. "E o estilo brasileiro atrai os americanos por sermos muito influenciados pelas revistas de super-heróis", completa Cris, mas ela ainda afirma: "O brasileiro não é mão de obra barata porque o preço é tabelado".
HQ brasileira em seu melhor momento
Por isso, quadrinistas do país andam cansados de entregar páginas e páginas para a Marvel e DC Comics e estão mirando seus trabalhos autorais em um alvo muito mais próximo: o público nacional.

"Em 52 anos, nunca vi melhor momento para lançar trabalhos autorais", pontua Mike. "Quando comecei, no começo dos anos 2000, não existia mercado de quadrinhos no Brasil e agora podemos dizer que sim", conclui Peter.
Segundo eles, o carro-chefe desta transformação do cenário nacional tem nome e sobrenome: Mauricio de Sousa. "Muita dessa influência boa vem da MSP", comenta a colorista gaúcha. "O Mauricio é o quadrinista mais bem-sucedido do Brasil e está liderando o mercado novamente", observa Mike. "Está mostrando que dá para fazer sucesso fazendo quadrinhos adulto.”
De acordo com Sidney Gusman, o homem por trás das graphic novels da MSP, o objetivo da série era mesmo aquecer o cenário do país. "Se eu falar que foi uma surpresa, estou mentindo", ri o editor. "A maior parte dos leitores de quadrinhos do Brasil só lê Mauricio e muitos deles estão lendo graphic novel pela primeira vez.”
Jornalista por formação e um grande fã das histórias sequenciais, Sidney acredita que a HQ do Brasil só tende a ganhar mais espaço. "Ainda não temos um mercado formado, mas há muito potencial", fala. "Os autores independentes são os grandes beneficiados. Há muito talento brasileiro pronto para ser publicado. As editoras precisam dar mais espaço para eles. Precisamos colocá-los nas livrarias e, principalmente, nas bancas".
Mike Deodato que, com mais de 30 anos de carreira, está prestes a lançar seu primeiro álbum autoral, "Quadros", resume o sentimento de muito veterano: "Queria estar começando agora.”

Máscara da Morte divino e outros bonequinhos de Alma de Ouro


Esse fim de semana está rolando no Japão mais um daqueles eventos otakus que o Richard adorava organizar, e como não podia faltar, foram mostrados alguns dos novos bonecos do anime CdZ: Alma de Ouro (afinal eles são o ganha pão da série), dentre eles o Cavaleiro de Ouro predileto do Toddy Caramelo, o MdM (não o site) de Câncer:




quase namorada do Aioria, Lyfia, e o substituto da Hilda, Andreas, também ganharão bonecos

A data de lançamento ou preço desses bonecos ainda não foram anunciados, mas sendo CdZ, esperem uma bela facada nas costas.
Eu disse "facada", Afrodite, não "paulada"