A garota que largou o Papito no altar, por 50 mil reais!!


Então, caros leitores, vocês estão ligados que depois de voltar para o grupo Viacom, a Mtv aderiu à sua programação uma quantidade enorme de reality shows, entre esses programas, está o Papito in love. Sim, meus queridos, um programa onde, literalmente, as mulheres disputam o amor do Supla. E antes que vocês comecem a criticar, saibam que o reality já está na segunda edição...o que é bem esquisito, já que se pressupõe que ele casasse com a vencedora da primeira edição!
Bom, entre certo e errado, a verdade é que o programa chegou na sua segunda temporada, e foi na conclusão desta, que algo interessante aconteceu. 


Essa moça da foto acima chama-se, Marina Rojas, ela foi uma das finalistas desta temporada. Marina foi ganhando das suas concorrentes e conseguiu viajar para Las Vegas, onde seria o casamento e a conclusão do programa. Mas, antes da festa nupcial, a jovem preferiu trocar a chance de ser tornar a Madame Supla, por 50 mil reais. Detalhe, Marina era a escolhida do cantor, mas ainda não sabia disso.
Para vocês entenderem: As regras do reality estipulavam que a pretendente poderia levar o casamento às últimas e garantir R$100 mil no bolso ou desistir do casamento e embolsar R$50 mil, mas a escolha deveria ser feita sem o cantor saber, ou seja, Marina ainda não sabia que era ela a escolhida do roqueiro quando teve que optar pela grana ou pelo casamento.
Vejam que a moça falou sobre o ocorrido:

 “Eu optei pelo dinheiro porque achava que ele nunca me escolheria. Os dates com a Bruna Félix (outra finalista) sempre pareciam ser mais legais, eu tive medo de levar um fora. Escolhi não casar e, no fim, era eu a noiva! Acabei ficando sem o casório!”


O que vosmecê acha disso? O que acho mesmo é, se fosse o Fluffy In Love, isso não teria acontecido. Porque jamais, jamais uma mulher trocaria o Fluffy por qualquer coisa material. O Fluffy é sem igual. E essa Marina é maior filézinha!!!!!!!!!!!!

Acessem nossa página no facebook!
Fonte

Confira Também...

0 comentários