O por quê banir o Pânico da Comic Con Xperience não é o suficiente.



Essa semana rolou a Comic Con Xperience, como tudo mundo sabe. Lá, muitas pessoas vão de Cosplay, como em qualquer Comic Con que existe por aí. Porém, diferente de lá, aconteceu uma parada que infelizmente mostra como a mídia Brasileira é completamente despreparada e sem noção para com qualquer coisa hoje em dia. A Cosplayer, Myo Tsubasa postou essa semana no seu Facebook que durante a CCXP, os repórteres do Pânico a PUXARAM pelo braço e levaram para dar entrevista. Eu trabalho em TV e digo a vocês que se alguém faz isso, é demissão. No mínimo. E além do mais, você não pode FORÇAR a alguém a te dar entrevista. E quem acha que "Ah, é só ela ir embora" Ela o fez quando a situação chegou ao limite. Sinceramente, se eu sou a garota, ou a família dela, o processinho já estava batendo na porta do Pânico agora.


"Ah Igor, mas ela desfilou pra câmera!" FODA-SE, ela estava mostrando o Cosplay dela. É diferente. E antes que venham dizer que ela se quisesse não dava entrevista, é só ver que eles estavam segurando ela e o amigo o tempo inteiro. E outra coisa, como tu ela iria esperar que o cara fosse simplesmente LAMBER ELA? É sério que tem gente que acha que isso é coitadismo ou isso é totalmente ok? Vamos colocar em um escopo diferente pra você então. Você está lá com sua namorada na estreia de um filme. Chega dois repórteres, puxam vocês dois e durante a entrevista além de zoar sua namorada, o cara lambe ela. Tu ia achar legal? Bater palmas e dizer "NOSSA KKKK TEM QUE ZOAR MESMO PÂNICO MTO BOM HUMOR" O Cosplay da menina estava super bem feito. Você achar ela bonita, é ok, ninguém te julga e muita gente tá achando isso também. A questão aqui não é feminismo, discussão de gênero, muito menos o limite do humor. É questão de educação e saber respeitar os outros. Se a menina tivesse dito "Ah, pode zoar mesmo, de boas, vamo slevando" é ok, tanto que zoaram a pintura falando que era bronzeamento de Panicat e ela riu, mesmo achando ruim. O problema é a falta de respeito com o trabalho que ela teve. Imagina você, feliz e faceiro no evento, de repente está com algum adorno, ou uma mochila, até mesmo de Cosplay. Vem um cara e arranca a parada do seu rosto, ou suja a sua camisa do nada. Tu vai achar bom? Não, não vai. Assim como eu e você que está no evento, merece respeito. A Mina no Cosplay também merece. Não só a mina, como o cara também. Até o gordinho com a fantasia apertada de Capitão América. Ele estar assim não te dá o direito de chegar e puxar a cueca dele ou arrancar o escudo da mão dele e jogar no chão. Isso não é zoar ou muito menos humor. É questão de educação com os outros e também de ter noção das coisas. E aliás, não é só o Pânico. O Vírgula (que é da UOL, que não é a primeira vez que faz cagada) falou sobre "Cosplays baixa renda", como se todo mundo tivesse que gastar 5 mil reais em cada Cosplay. E a nota de repúdio vinda do Omelete e da CCXP banindo o Pânico não é o suficiente. Espero muito que a Myo processe os caras e que o Omelete dê respaldo legal a menina nessa situação toda. 

E outra, pra você que acha nada demais o que aconteceu com a menina: Sabe o seu amado deus Frank Miller, de quem você adora os quadrinhos? Eles encheram tanto o saco do velhinho que ele foi EMBORA da CCXP durante a Sessão de Autógrafos. E caso vocês não se lembrem, ele tá com a saúde muito debilitada, não preciso nem lembrar vocês disso, espero eu.

Obs: Se alguém vier dizendo que tá certo por que o Omelete tá envolvido, pau no seu cu.
Obs2: Se alguém dizer nos comentários que a gente tá sendo "politicamente correto demais" com isso, pau no seu cu. Respeito é bom e todo mundo gosta, até você. 

Confira Também...

0 comentários