Cartaz de X-Men em que Apocalipse enforca a Mística é criticado por "fazer apologia a violência contra as mulheres"


A atriz Rose McGowan argumentou: "Imagine se fosse um homem negro sendo estrangulado por um homem branco ou se fosse um homem gay sendo estrangulado por um hétero?"
A 20th Century Fox está no radar das críticas contra o sexismo, em suas diversas formas, em Hollywood por ter optado por usar uma imagem que retrata uma mulher sendo agredida no marketing de X-Men: Apocalipse.
A imagem em questão é um frame do filme lançado há duas semanas, baseado nos quadrinhos da Marvel Comics. Na figura, o Apocalipse (Oscar Isaac) segura a Mística (Jennifer Lawrence) pelo pescoço e muitos foram os que se sentiram desconfortável com ela. O material serviu de base para diversos banners e cartazes do filme que se espalharam pelo mundo.
A atriz Rose McGowan (PânicoÀ Prova de MorteCharmed) criticou severamente a Fox por conta da escolha de marketing. Ela publicou um texto em sua página no Facebook e em seguida expôs novamente suas opiniões em uma entrevista para o site The Hollywood Reporter. 
"Há um grande problema quando os homens e mulheres na 20th Century Fox pensam que violência casual contra mulheres é uma boa maneira de promover um filme", disse. Para a atriz, a peça publicitária é insensível pois retira a imagem de seu contexto original, deixando-a apenas com a mensagem da agressão de cunho machista. "Não há contexto no cartaz, apenas uma mulher sendo estrangulada. O fato de ninguém ter impedido isso é ofensivo e, francamente, estúpido. Os gênios por trás disso precisam se olhar no espelho para pensar em como eles estão contribuindo para uma melhor sociedade."
McGowan fez questão de mudar imaginar uma diferença de papeis na imagem do Apocalipse agredindo a Mística para instigar uma reflexão. "Imagine se fosse um homem negro sendo estrangulado por um homem branco ou se fosse um homem gay sendo estrangulado por um hétero?"
O site The Hollywood Reporter publicou que tentou entrar em contato com a Fox e com a produtora Lauren Shuler Donner, que trabalhou no blockbuster, mas não obteve respostas.

Confira Também...

0 comentários