Irmão de Pablo Escobar exige US$ 1 bilhão de Netflix por 'Narcos'

O irmão do narcotraficante Pablo Escobar, Roberto Escobar, está exigindo do Netflix US$ 1 bilhão pelos direitos de imagem e uso de nome da família. Roberto ainda escreveu uma carta ao serviço de streaming pedindo para ter acesso à segunda temporada da série “Narcos” para garantir que ela seja um retrato fiel de sua família.
Ele cita "erros, mentiras e imprecisões da história real" na primeira temporada como a razão para seu pedido. "Está me mostrando, minha vida, minha família e meu irmão", Escobar diz na carta. "Eu acho que ninguém mais no mundo está vivo para determinar a validade dos materiais além de mim."
Escobar afirma que se o Netflix não acatar as suas exigências, a segunda temporada da série, programada para ser lançada em setembro, não irá para o ar. "Eu não acho que haverá mais nenhum ‘Narcos’ se não falar comigo [...] se eles diminuem a minha oferta temos advogados prontos para executar as ações necessárias”, afirmou e completa “Você tem que pagar para jogar, e eles estão jogando sem pagar. Eu não sou um macaco em um circo, eu não trabalho por tostões”.
Roberto é irmão mais velho de Pablo e agia como contador do Cartel de Medellín. Em 2015, ele registrou os direitos de uso do nome de sua família na Califórnia através de uma empresa chamada Escobar Inc.
Entre as principais reclamações de Roberto em relação a primeira temporada é com a história ter sido alterada e ele ter sido representado como um contador que foi demitido do Cartel e ainda era um informante disfarçado da CIA.

Confira Também...

0 comentários