Morre aos 87 anos a verdadeira "garotinha ruiva" de Charlie Brown

A "garotinha ruiva" apareceu ao lado de Charlie Brown na animação "Snoopy e Charlie Brown - O Filme", de 2015

A "garotinha ruiva" apareceu ao lado de Charlie Brown na animação "Snoopy e Charlie Brown - O Filme", de 2015


A "garotinha ruiva", por quem Charlie Brown sempre foi apaixonado nas tirinhas "Peanuts", mas para quem nunca foi capaz de declarar seu amor, morreu na vida real. O nome dela era Donna Mae Wold.

A mulher com cabelos vermelhos que inspirou Charles Schultz a criar a personagem, pela qual Charlie Brown "daria tudo" para que fosse se sentar com ele, morreu no início deste mês perto de Minneapolis, de insuficiência cardíaca e diabetes, noticiou nesta terça-feira (23) o jornal "Star Tribune". Ela tinha 87 anos de idade.


Charles Schulz com Donna Johnson, a verdadeira "garotinha ruiva", em foto de abril de 1950

O criador de Snoopy e Donna Johnson - seu nome de solteira - namoraram por vários anos, e Charles Schultz até propôs casamento a ela, mas ela recusou, de acordo com o Washington Post.

Foi apenas em 1989 que o nome real da ruivinha foi revelado em uma biografia autorizada de Charles Schultz, escrita por Rheta Grimsley Jhonson.

"Eu tive uma vida bela. Uma vida muito bela", disse ela, à época, ao Washington Post.

Ela deixa o marido Alan, três filhas, sete netos e 13 bisnetos, de acordo com o Star Tribune.

A "garotinha ruiva" - uma personagem que permitiu a Charles Schultz enfatizar a timidez paralisante e falta de confiança do menino Charlie Brown - quase nunca aparece nos quadrinhos.

Mas, em contrapartida, está presente em vários desenhos animados, incluindo o mais recente, "Snoopy e Charlie Brown - O Filme", lançado em 2015.

Confira Também...

0 comentários