Jornada nas Estrelas: Conheca um pouco mais de Jornada nas Estrelas III A procura de Spock

Então,  depois do sucesso da Ira de Khan apenas dois anos depois uma continuação de Jornada nas Estrelas estava saindo no cinema.
Depois do sucesso do filme a Ira de Khan saia nos cinemas o filme a Procura de Spock em 1984, porem dessa vez foi uma aposta da Paramount já que competia com Indiana Jones, Caça Fantasmas, Historia Sem Fim, Gremilins e Karate Kid, logo após o sucesso de a Ira de Khan a Paramount exigiu uma continuação logo de cara, produzido por um orçamento modesto de 16 milhões de dólares, porem acima do orçamento do filme anterior de 11 milhões de dólares, o filme conseguiu faturar 87 milhões ao redor do mundo, 10 milhões a menos do que a Ira de Khan, mesmo assim foi considerado um sucesso para o estúdio devido ao seu modesto orçamento, depois das crises de Leonard Nimoy (Spock)durante a Ira de Khan que exigiu que Spock fosse morto, mas depois mudou de ideia criando uma ena extra no filme para a sua possível volta, a Paramount não queria mais o ator envolvido na franquia, porem Leonard Nimoy usou todos seus contatos para voltar a franquia, mas algo mais bizarro ainda ia acontecer além dele voltar, Leonard Nimoy queria também ser o diretor do filme, porem os executivos da Paramount não queriam o ator no filme, muito menos queriam ele como diretor, por acreditar que o ator odiava a franquia devido ao seu comportamento em todos os filmes que até então participou de Jornada nas Estrelas.

Leonard Nimoy teve que visitar diversas vezes os executivos da Paramount e com a ajuda de Gene Roddenberry ele conseguiu convencer um dos executivos de que ele não iria mais causar confusão nos filmes e que seria um bom diretor por conhecer o universo criado por Gene Roddenberry, aos poucos os outros executivos foram convencidos e ele se tornou diretor do filme.

 A nave estelar USS Enterprise retorna a Terra após a batalha com o humano geneticamente superior Khan Noonien Singh, que tentou destruir a Enterprise detonando o dispositivo de terraformação chamado de Gênesis. As vítimas da batalha incluem Spock, cujo caixão foi lançado em órbita do planeta criado pela detonação do Dispositivo Gênesis. Ao chegar na Terra, o Dr. Leonard McCoy começa a agir de forma estranha e é preso. O Almirante Morrow da Frota Estelar informa a tripulação que a nave será descomissionada e que eles estão proibidos de falar sobre Gênesis.  
David Marcus, filho de James T. Kirk e um importante cientista do Programa Gênesis, e a vulcana Saavik estão investigando o planeta Gênesis da nave estelar USS Grisson Descobrindo uma forma de vida não esperada na superfície, Marcus e Saavik são transportados para o planeta. Eles descobrem que o dispositivo Gênesis ressuscitou Spock na forma de uma criança que está envelhecendo até a sua idade normal de forma acelerada, apesar de sua mente não estar presente. Enquanto isso, o klingon Comandante Kruge intercepta uma informação sobre Gênesis. Acreditando que o dispositivo seja uma arma poderosa, ele lava sua nave camuflada para o planeta Gênesis, destrói a Grisson e captura Marcus, Saavik e Spock.  O pai de Spock, Sarek, confronta Kirk sobre a morte de seu filho. Os dois descobrem que antes de morrer, Spock transferiu seu katra, seu espírito e alma, para McCoy, então Kirk reune sua tripulação original para roubar a Enterprise e juntarem o novo corpo de Spock com o seu Katra e assim trazer seu amigo de volta a vida.

James Horner o mesmo responsável pela trilha sonora de a Ira de Khan retorna novamente para fazer as musicas do filme, porem dessa vez foi duramente criticado por na maioria das vezes apenas reciclar ou fazer pequenas alterações em musicas já usadas no filme anterior, apesar disso as musicas recicladas por exemplo do tema dos Klingon são muito bem utilizadas nas cenas do filme, uma versão expandida da trilha sonora do filme foi lançada em 2011 e contava com musicas não utilizadas no filme que poderiam ter sido usadas para melhorar a trilha, porem os efeitos visuais e o figurino são surpreendentes se comparado com a limitação de orçamento do filme, dessa vez muitas tecnologias usadas em Guerra nas Estrelas foram também utilizadas nesse filme, melhorando mais os efeitos e cortando os custos nessa área, já que os efeitos são todos práticos, Leonard Nimoy  trabalhou o roteiro diretamente com a equipe de efeitos especiais, para assim definir as formas de ataque e cenas com a nave Klingon, bem como as naves da Federação diferenciando seus estilos de ataque e dando um toque especial ao filme, os ataques da nave dos Klingon foram inspirados em ataques de aves na agua ou seja passando por cima e em seguida mergulhando para atacar, Leonard Nimoy  continuou com o mesmo estilo de direção da Ira de Khan recontratando as mesmas equipes de fotografia e filmagem, assim basicamente é um filme que segue o estilo da Ira de Khan sem precisar do seu diretor original, a cena marcante do filme da morte do filho de Kirk é bem interpretada por William Shatner, mas mal executada, por isso o diretor recebeu diversas criticas pela sua direção nesse filme, mas que honestamente estava boa para alguém que dirigiu um filme desse porte pela primeira vez.
Mesmo com essas criticas esse filme consegue carregar a tocha de Jornada nas Estrelas e o diferenciar de outros filmes de ficção cientifica, bem como dos outros filmes a qual ele competia nessa época, o filme possui seus defeitos de direção e roteiro, mas continua sendo um bom filme, que carrega os temas de Jornada nas Estrelas, Christopher Lloyd rouba diversas cenas sendo um excelente ator e faz o melhor que pode com o que foi dado a ele, já que o seu personagem não foi tão bem escrito quanto Khan foi no filme anterior, finalmente temos um confronto físico entre Kirk e seu antagonista aos moldes da serie original, o que para muitos fãs foi o que faltou em a Ira de Khan e consegue complementar muito bem a ideia do filme, todos os atores dão boas interpretações para os seus personagens e as cenas de ação são muto bem feitas, o filme não está na seleta lista de melhores filmes de Jornada nas Estrelas, mas também não está na lista de piores, é um filme que cumpre o que promete e continua um arco de historia que foi iniciado no filme anterior, mas continua um padrão elevado de narrativa para os filmes de Jornada nas Estrelas.

Confira Também...

0 comentários