Jornada nas Estrelas: Saiba mais sobre Jornada nas Estrelas Reboot Além da escuridão

Então, saiba um pouco mais sobre o filme que é praticamente um remake da Ira de Khan e foi um dos filmes mais duramente criticados da franquia.
O filme foi aos cinemas em 2013, sendo o maior orçamento até então de mais de 190 milhões de dólares e lucrando quase 468 milhões de dolares, sendo assim o filme mais lucrativo da franquia até então, mas foi duramente criticado por criticos de cinema e fãs da franquia, novamente Roberto Orci (Transformers) que tinha escrito o primeiro filme do reboot voltou ao roteiro e J. J. Abrams como diretor, 

Na história, Benedict Cumberbatch (que vai interpretar o Doutor Estranho ) faz o papel de Khan, um sinistro terrorista que ataca e ameaça a pacifica Federação Galática. Ele explode prédios em Londres, ataca lideres militares e políticos, fica a cargo do capitão James Kirk e seu primeiro imediato o Sr. Spock, juntar a tripulação da  nave Enterprise e capturar o terrorista, o filme perde duplamente ao tentar esconder que o vilão é o Khan como se fosse uma revelação, sendo que a maioria das pessoas tinha sacado que ele era o vilão, sem falar da plot da Seção 31 que cria uma nova nave de guerra usando Khan, o seu objetivo é começar uma guerra direta com os Klingons, novamente é um filme repleto de efeitos especiais e cenas de ação e sem nenhum conteúdo, mais ainda prejudica a franquia de Jornada nas Estrelas em relação a ser um filme que parece que foi escrito como uma franquia de transformers onde abusa de cenas sensuais com as personagens femininas, que são meramente um interesse romântico dos personagens, nesse caso em especial o Kirk, as atuações são horríveis com exceção novamente de Karl Urban como Mccoy que é praticamente o cara que salvo o filme, a trama é totalmente reciclada do filme a Ira de Khan, mas a diferença é que Khan foi resgatado pela Seção 31 e trabalha com ela, sendo seu terrorista particular e criador de armas, novamente denegrindo a Federação que acabou se tornando uma sociedade genérica de ficção cientifica.

 Assim como os vulcanos as habilidades fisicas de Khan foram aumentadas, ele se tornou muito mais forte e resistente do que sua contra parte no prime universo, em compensação parece ter ficado mais burro, a cena final de ação entre Spock e Khan tenta ser interessante mas se torna algo completamente batido, pois o dilema moral e o grande embate seria entre Khan e Kirk, mas devido as mudanças de suas capacidades físicas seria quase impossível que Kirk vencesse Khan ao contrario da versão da serie de tv, onde usando sua inteligencia e conhecimento de combate Kirk conseguiu vencer ele, sem falar que na luta com Spock tornam Khan imune ao golpe vulcano e a união de mentes (!), mesmo Benedict Cumberbatch sendo um brilhante ator, o roteiro deixa Khan extremamente raso e um vilão desnecessário para a trama, o diretor continua com seus flares (luzes na nossa cara) que atrapalham muitas vezes ver o filme, Alice Eve atuou bem no filme, mas devido a sua cena polemica acabou sendo descartada do filme. 

(Cena polemica do filme)
Jornada nas Estrelas sempre foi considerada uma franquia progressista, mas o seu reboot parece que tem regredido aos anos 60 para muitos fãs da franquia, onde as mulheres em todos os filmes são vistos meramente como interesses amorosos  e fanservice, mas não como anteriormente como membros iguais da tripulação, mesmo a Uhura em sua nova versão do reboot para mim se compara a cena de Uhura em Startrek V (considerado por muitos o pior de jornada até então), novamente é um filme generico que foca em seus feitos, bem como cenas de ação, mas não parece jornada nas estrelas, assim como Transformers no cinema não se parece com Transformers.

A Paramount/CBS assim como outros estudios não se importa se estão lançando filmes de baixa qualidade, o que importa é obviamente a bilheteria e nisso Além da Escuridão cumpriu sua função, sendo o filme da franquia mais lucrativo até agora, mas é uma pena que seja um dos piores filmes da franquia.

Confira Também...

0 comentários