Jornada nas Estrelas: Saiba um pouco mais sobre Star Trek VII: Gerações

Saiba um pouco mais sobre Star Trek VII: Gerações, que possuiu uma das produções mais complicadas e um dos roteiros mais reescritos da franquia, mas que foi sucesso de bilheteria
Com o sucesso do filme anterior e da serie de TV A Nova Geração, em 1994 ia aos cinemas Jornada nas Estrelas:Gerações que foi o sétimo filme da franquia nos cinemas, dirigido por David Carson e teve os diversos roteiros escritos por Brannon Braga com a ajuda de Rick Berman, o filme custou cerca de 35 milhões e arrecadou mais de 118 milhões, sendo considerado um dos grandes sucessos de bilheteria da franquia até então, apesar disso o filme teve uma produção complicada e teve o roteiro reescrito diversas vezes, a Paramount queria um filme que passasse o legado de Jornada nas Estrelas para a tripulação da Nova Geração, porem o espaço de tempo dos acontecimentos do ultimo filme para os eventos da Nova Geração era muito grande, por isso Rick Berman teve a ideia de trazer Spock e Kirk de volta, no caso do Kirk criando uma historia plausível para o seu retorno e no caso de Spock como sendo meio vulcano ainda estaria vivo nesse período (como é mostrado na própria serie Nova Geração), mas tudo foi sendo mudado ao longo do tempo criando um roteiro bem diferente do inicial.

O Roteiro inicial teria uma morte heroica de Kirk que seria jogado no espaço e como estando no vácuo seu corpo seria preservado, porem no seculo 24 os Borgs encontrariam seu corpo e sabendo quem Kirk era o ressuscitariam o transformando em um Borg, ele usaria esse conhecimento sobre taticas da frota, bem como a imagem icônica de Kirk como uma arma contra a Federação, iniciando uma invasão ao sistema solar, porem Picard traumatizado pela perda de sua unica família em um ataque dos Bog tenta deter Kirk a quem ele admirava quando estava na academia da frota estelar, no final os dois se confrontariam com suas naves, porem as táticas de Kirk Borg surpreenderiam a todos, a tripulação da Enterprise então resgataria ele e o curaria dos implantes Borg, Kirk então voltaria a ser Almirante da Frota Estelar ou morreria no processo depois de ser curado, mas essa historia foi considerada sombria demais pela Paramount que não queria usar Borgs como vilões por achar que não poderiam funcionar direito para um publico leigo, porem mais tarde foi comprovado nos cinemas no filme Primeiro Contato que os Borgs seriam os melhores vilões já colocados nos cinemas perante publico e critica, mas o estúdio estava inseguro, por isso mudaram as partes principais do roteiro, nem Leonard Nimoy ( Spock), George Takei (Sulu) ou Nichelle Nichols (Uhura) quiseram voltar aos seus papeis no filme devido a suas tentativas de carreira fora do universo de Jornada nas Estrelas, em uma das cenas originais que foram gravadas mas tiradas, Kirk brinca de pular de paraquedas e planar, mas como o roteiro foi modificado ficou fora de contexto, porem a cena foi gravada por os atores de Kirk (William Shatner),  Checov (Walter Koenig) e Scotty (James Doohan), existe até mesmo um boneco do Kirk com os trajes que ele usa da cena.

O roteiro final mostrou Kirk (William Shatner) se sacrificando para salvar a primeira versão da Enterprise após sua aposentadoria como Almirante, salvando assim diversas pessoas de uma misteriosa fenda dimensional, porem entre eles estava Dr. Tolian Soran(Malcolm McDowell) que é um El Auriano ou seja a mesma raça de Guinan (Whoopi Goldberg),já que o capitão da nave é incompetente e a Enterprise não estava com todas suas tecnologias instaladas, durante esse resgate Kirk (William Shatner)  é dado como morto, apesar de ter sido auxiliado por Checov (Walter Koenig) e Scotty (James Doohan), após esse evento quase 100 anos mais tarde Picard (Patrick Stewart) recebe a noticia de que seus familiares estão mortos por um incêndio, transtornado ele decide deixar para outros da tripulação investigarem um ataque a uma estação de pesquisa da Federação, isso revela a existência de Dr. Tolian Soran que procura pela lendária fenda dimensional Nexus que leva a uma dimensão semelhante ao paraíso, lá Picard se comunica com  Guinan que lhe conta tudo que está acontecendo, ele então procura por Kirk que também está no Nexus, os dois juntos tentam deter Dr. Tolian Soran que pode matar milhões de pessoas se conseguir desviar a fenda dimensional para acertar um planeta, pois no processo vai destruir a estrela do sistema  onde eles estão, já que é impossível ir até a fenda usando uma nave.

(Capa do vídeo game para computador)
Apesar das mudanças a ideia do filme de ter como vilão Dr. Tolian Soran(Malcolm McDowell) foi bem vista afinal ele era da mesma raça  de Guinan (Whoopi Goldberg) que tinha demonstrado ter poderes sobrenaturais e foi criada pelo próprio criador de Jornada nas Estrelas, sendo inclusive um dos poucos seres capaz de ferir o ser quase divino Q, por isso muitos imaginavam que ele teria incríveis poderes como ela, porem ele se apresentou apenas um cientista bem armado, apesar da incrível interpretação do ator Malcolm McDowell havia pouco com o que ele trabalhar, sem falar que o vilão não representava uma verdadeira ameaça nem para Kirk ou Picard, por isso foi adicionado no filme as irmãs Duras que eram duas irmãs Klingons querendo governar o Império Klingon e tinha uma tripulação completa com uma nave Klingon, para assim ter mais ação no filme, a nave possuía o conhecido sistema de camuflagem que muitos fãs acreditavam já ser detectável nesse período, mas que aparentemente continuaria sendo extremamente eficaz, sendo capaz de fazer a nave antiga lutar de igual para igual com a Enterprise moderna, o filme também reutilizou cenas de Star Trek VI, especialmente nas explosões das naves Klingon, porem no filme Gerações a cor do sangue dos Klingon foi modificada novamente, essa foi a ultima vez em um filme de Jornada nas Estrelas que as naves Klingon aves de rapina foram utilizadas em um filme.

O filme foi duramente criticado por seu roteiro fraco, bem como o modo que colocaram Picard e Kirk juntos, sem falar da morte final de Kirk e também o modo que utilizam todos os personagens no filme, porem ele foi muito bem recebido na bilheteria apesar de seu baixo orçamento, gerando dinheiro suficiente para se planejar uma continuação, uma das coisas engraçadas é que Scotty (James Doohan) também foi resgatado de uma fenda temporal na serie a  Nova Geração e parece mais novo (obviamente) do que quando aparece no filme Gerações em cenas que se passam bem antes dele ser encontrado pela tripulação da Enterprise na serie a Nova Geração, sem falar que a historia final do filme foi meio que requentada desse episodio.

Apesar dos problemas de produção e roteiro a Paramount estava confiante que o filme seria um sucesso, tanto que lançou vários vídeo games na época, mas apenas um para PC que contava a historia do filme, só que com mais ação e aventura, mas os gráficos são horríveis, mesmo para a época, sem falar um monte de tranqueiras comerciais do filme, inclusive algumas tendo coisas que não apareceriam no filme, que os fãs da franquia colecionariam que nem malucos, inicialmente o filme mostraria novos uniformes, mas essa ideia foi deixada de lado, mas muitos bonecos foram vendidos usando esses novos uniformes.
(A Tripulação depois de brincar no Holodeck)
Usando o roteiro original de Gerações, William Shatner escreveria o Retorno de Kirk, que mostraria o corpo de Kirk sendo encontrado e transformado em um Borg, mais tarde enfrentando a tripulação da Nova Geração, bem como das outras franquias, ele seria depois transformado de volta em humano e voltaria a seu cargo como Almirante, o livro até hoje é elogiado como uma boa historia que deveria ser o filme e quase foi o filme, eu acho que seria um filme bem melhor do que foi gerações, que apesar de ter ido muito bem na bilheteria foi um dos filme mediano, não está nem entre os piores e nem entre os melhores filmes da franquia, mas tinha potencial de ser um dos melhores filmes já mostrados, sendo este o único encontro entre Kirk e Picard. é um fato lamentado até hoje pelos fãs da franquia.

Confira Também...

0 comentários