Dr. Estranho: Cosplayers comentam sobre o personagem

Com o lançamento nos cinemas do filme Doutor Estranho, baseado nos quadrinhos da Marvel, muitos cosplayers se tornaram ainda mais populares criando versões do personagem. No último final de semana, Paula Genkai e Felipe Conrad, conhecidos por participações em eventos, estiveram em um shopping de São Paulo - SP, para assistir ao filme, vestidos a caráter. Conversamos com eles, que nos contaram as suas impressões.   


Felipe Conrad já interpretou diversos personagens da Marvel, entre eles, Killgrave, inimigo de Jessica Jones, na versão da série da Netflix. Ele notou algumas diferenças na adaptação do personagem para o cinema: "Fazer o personagem está sendo muito legal. Já tinha feito a versão dele dos quadrinhos, mas a do filme é bem mais complexa. Mas está sendo um desafio divertido". Felipe afirma que conhecida Dr. Estranho há algum tempo: "Eu há conhecia ele a alguns anos, de ler algumas publicações. Mas naquela época eu não era tão fã do personagem. Aí, há uns dois anos atrás, comecei a ter mais acesso a historias do personagem e comecei a gostar mais dele. Eu acho que ele é um ótimo personagem, ele pega uma parte da Marvel - a parte mística - que muitos outros personagens não conseguem. Sem contar na personalidade dele, que adoro".

Paula Genkai é fã de quadrinhos e de literatura esotérica, atua como neurocirurgiã, ou seja possui diversos pontos em comum com o personagem. Quando soube que o filme estava sendo produzido, começou a idealizar sua versão feminina do cosplay, com a ajuda de uma costureira profissional, mas também produzindo pessoalmente algumas peças, como os broches e o Olho de Agamotto, e ainda contribuiu para a roupa do amigo: "Como o Felipe Conrad me ajudou muito com as referências, confeccionei um par de broches do Dr Estranho para a capa do cosplay dele!"

Por conhecer o dia-a-dia de um cirurgião, ela ficou atenta a veracidade com que o tema foi retratado no filme: "A neurocirurgia, em si, aparece muito pouco no filme. Tem algumas sacadas médicas sim, mas aparece pouco a parte do Strange médico e mostra mais o Strange pessoa. Por incrível que pareça, tiveram pouquíssimas falhas em relação aos procedimentos mostrados. Uma foi dele ajeitar a máscara após ter lavado as mãos (o correto é ajeitar antes de lavar, pra não contaminar as mãos). A outra, foi num momento que ele faz um procedimento sem máscara. O restante, está bem corretinho!"

Paula deu seu veredito sobre o filme: "Achei uma ótima adaptação e foi um dos melhores filmes de herói do ano!!!!" Para ler a entrevista completa com Paula Genkai (aviso: tem alguns spoilers moderados sobre o filme) clique aqui. 

guest author area 51  Gisele Henriques
Administradora com MBA em Administração e Marketing, contabilista, jornalista, desenhista, locutora, podcaster, professora e graduanda em Artes, é uma criatura de extrema modéstia. É mãe de gatos imaginários. Twitter / Facebook