O Báteuma dos desreboot anda melhor do que nunca!

Faaaaaala, meu povo! Como cantávamos nos baile funks cariocas (chupa essa, roqueirada) ,"UH, UH, papai chegou!". Depois de tantos meses praticamente offline e sendo um pai dedicado, resolvi baix... Comprar quadrinhos da morcega enlouquecida pela importadora de um camagada meu. Excelente surpresa ver que os Quadrinhos do Batman estão com uma qualidade acima daé média, especialmente após a fase do BatComissário. 

Um ponto no Batman como produto é que ele sempre anda desalinhado nos quadrinhos ao seu eu cinematográfico. Quando The Dark Knight estreou, o cruzado "empapuçado" (hueuhue euri) esta desfalecido e vagando no tempo, sendo substituído pelo Pinto FilhodoCinza,  vulgo Asa Noturna . Agora, na época da estreia de Batema VÊ Superômi, apagam a memória do caboclo e o substituem pelo Comissário Gordon e seu robô. Sério, que fase horrorível, tománocu, hein! 

A partir do momento que a editora tira de jogo o personagem que ela tem  no cinema, ela coloca para o novo leitor um elemento estranho, pra não dizer irreconhecível. Como eu odeio isso... Enfim... O fato é que, Gordon ou Bruce, as histórias estavam bem zoadas e eu não via a hora da fase em questão acabar . E quando acabou, umputaquepariu muito bem colocado foi dito. 

É bom ver o Batman detetive de novo, com um traço muito bem feito, o clima sombrio de Gotham muito bem estabelecido, com Batsinal e capas escondidas nas sombras e nos telhados, com bat-família... Ah, cara, com todos os elementos que eu tanto gosto nas histórias do Batman. Claro que a HQ envolve outros elementos  em destaque nas telas, como Amanda Waller e a palavra "suicida" saindo da sua boca como arrotos após uma Coca, mas faz parte de toda a coisa chata do marketing mal feito, não vem ao caso, não é relevante para a história. 

Depois de amargar histórias chatas e abandonar as revistas mensais do morcego, finalmente a luz no fim do túnel. Para os fãs e para o Batman, os bons tempos voltaram... E espero que durem muito tempo!