Mulher-Maravilha não é mais embaixadora da ONU

Resultado de imagem para MULHER-MARAVILHA
O maior inimigo da Mulher Maravilha não são deuses ou super vilões mas sim seus críticos 

Quando a Mulher-Maravilha tinha sido nomeada Embaixadora Honorária da ONU para o Empoderamento de Mulheres e Meninas em outubro, parecia uma vitória, tanto pela iniciativa em si quanto por usar um ícone da cultura nerd para a causa. No entanto, nem todos concordavam com a decisão e a personagem já perdeu seu cargo.
Segundo a Reuters, a decisão de remover a super-heroína do programa aconteceu devido a protestos online, incluindo uma petição, assinada por quase 45 mil pessoas, afirmando que a Mulher-Maravilha era representada de forma muito sexual e que poderia passar a mensagem errada.
“É alarmante que a Organização das Nações Unidas considere usar uma personagem com uma imagem altamente sexualizada em uma época quando as manchetes nos estados Unidos e no mundo são sobre a objetificação de mulheres e meninas”, afirma a petição.
De acordo com a agência de notícias, o projeto aconteceria ao longo de 2017, mas um porta-voz da ONU confirmou que a campanha terminará na próxima sexta-feira, 16, embora não tenha revelado o motivo exato.
A nomeação da personagem era parte do projeto para divulgar a Meta 5 do Desenvolvimento Sustentável da ONU, que busca alcançar igualdade de gênero e empoderamento feminino até 2030.
A nomeação também celebrava os 75 anos da Mulher-Maravilha, que apareceu pela primeira vez nos quadrinhos em 1941.