Header Ads

test

Porque Anakin Skywalker caiu para o lado negro e seu filho não?

Então, vamos tratar do aspecto humano dos personagens de Starwars e porque o seu modo de ver a morte foi crucial para determinar os seus destinos.

Anakin Skywalker foi encontrado por um cavaleiro Jedi que desdo inicio disse que ele era especial, algo nunca visto, de fato literalmente um messias que os jedis esperavam, mas o que fez ele cair no lado negro? Simples o medo da morte, a morte é uma parte natural da vida, é algo que todos nos temos que encarar, porem o modo que um Sith e um Jedi encaram a morte é completamente diferente, explorando essas visões fica mais claro o motivo pelo qual Anakin caiu ao lado negro e Luke não.

Parte 1 Medo
Um dos motivos de Anakin já ter começado sua queda até mesmo antes de entrar na ordem Jedi é o seu medo da morte, muitos filósofos acreditam que tudo que nos fazemos é voltado ao nosso medo da nossa morte e da morte de pessoas a nossa volta que amamos, essa negação da morte é muito mais forte em Anakin do que em Luke, quando Anakin surge nos prequels ele é visto como especial, como alguém com um profundo destino de literalmente trazer balanço a um universo caótico, um messias da força, porem uma pessoa como ele não é imune a ter medo da morte, inicialmente o medo de perder as pessoas ao redor dele, esse medo vai virar uma fixação que começara a tomar conta dele, logo de cara Yoda sente isso e fala com o conselho a respeito das implicações em aceitar alguém tão "velho" e com tanto medo dentro de si para a ordem jedi.

Nunca é explicado de fato porque os Jedis treinam tão jovens, inicialmente os Jedi eram uma especie de magos que mais tarde foram se transformando em uma especie de samurais/templários/ shaolins espaciais, devido as mudanças de conceitos que foram sendo feitas por seu criador ( leia os quadrinhos recentemente lançados que mostram os conceitos originais da historia), mas também pelo tanto de material criado por fãs a respeito da ordem jedi que foi sendo absorvido para dentro dos mitos de Starwars, mas uma coisa fica clara em relação a idade, fica mais fácil quanto mais jovens são ensinar elas e doutrina-las a não temer a morte, muitos estudiosos entendem que na idade de 5 a 9 anos é que as crianças começam a entender as implicações da morte, mas normalmente olham a morte como algo que acontece com pessoas mais velhas (como a mãe de Anakin), é só depois dos 10 anos é que as crianças começam a entender que a morte pode acontecer com qualquer um, apesar de demorar a demorar a acreditar que elas possam morrer como os outros.

Quando Anakin é descoberto e levado ao conselho ele tem 9 anos, o suficiente para entender que sua mãe e pessoas mais velhas podem morrer, eventualmente o conselho permite que Obiwan Kenobi treine Anakin, mas isso leva a um custo alto, Anakin nunca foi tratado como os outros Jedi, seu poder na força e seu status de messias é plenamente conhecido por toda a ordem, o que permitiu ele fazer atalhos nos seu ensinamento, comprometendo sua integridade na ordem, ele facilmente se entregar a pregar a violência, uma relação natural ao seu medo da morte das pessoas ao seu redor e sua falta de controle de seus medos, Anakin tem pouco medo de lutar no inicio, pois ele nunca perdeu uma luta e se sente invulnerável, é somente com a luta contra o Conde Dookan é que ele começa a perceber que não é tão poderoso assim, antes disso ele inclusive acreditava que seu poder na força seria capaz de impedir a morte, essa trilha de morte e medo começa a se ampliar com as guerras clônicas (na serie de tv em suas duas versões vemos o quanto anakin vai caindo ao lado negro), seu primeiro passo é ainda no 2 filme dos Prequels, quando por vingança ele mata todos os habitantes de um grupo que matou sua mãe, como Anakin é tão poderoso e todos acham tanto dele, em sua mente ele começou a acreditar que poderia vencer a própria morte, matar pessoas por vingança dava a ilusão a ele que poderia controlar a morte, acreditando que se fosse mais poderoso poderia evitar a morte de qualquer um, depois da morte da sua mãe (a qual previu em suas visões), Anakin começa a ter visões da morte de sua amada Padme (que muitos sugerem foi criada pelo imperador), novamente voltando ao seu medo de perder aqueles que ama, no momento crucial quando ele já é um adulto e cavaleiro jedi ele tem a oportunidade de escolher o caminho dos Jedi e do Sith que são completamente diferentes.

O caminho dos Jedi é baseado no budismo e em certas filosofias cristãs, de que você ter medo de envelhecer e morrer é algo errado, você deve aceitar que vai morrer e se desapegar das coisas que pode perder, assim como pessoas que você ama que podem morrer, pois é um processo natural ao qual você deve aceitar, se livrar dos seus desejos confiando de que existe algo mais depois, um caminho que a maioria não pode ver, Yoda pratica o que prega, tanto que quando SABE que vai morrer, ele demonstra uma completa calma e apenas vai se deitar, assim se unindo com a força, esse tipo de comportamento para filósofos cristãos significa ser um "cavaleiro da fé" e ambos os casos ter uma fé autentica é uma maneira de superar nossos medos, essa fé no caso dos cristãos é a fé em Deus, mas para os Jedi é uma fé na Força ou no lado luminoso da força, em todos os casos esse tipo de fé não é algo que podemos ter nos esforçando, mas sim uma especie de "graça" algo que não pode ser ensinado, algo que se adquire de acordo com sua própria jornada pessoal, pelo fato de Anakin ser tão poderoso e pensar tão alto de si mesmo, sua falta de humildade é a sua ruína, pelo fato de não ter fé ele procura por Palpatine que lhe conta de um suposto poder especial que pode ou não existir, mas Anakin acredita que pode alcançar ele, pois ele é tão fodão.

O Caminho dos Sith é abraçar os seus desejos, tudo pode ser alcançado e nada é impossível, a força é meramente um instrumento para o seu prazer, nesse caso o desejo de prevenir a morte daqueles que ele ama, que foi o que levou a ruína do mestre do Imperador (que ele mesmo matou enquanto ele dormia), qualquer truque que o imperador diga para Anakin que a força ou tecnologia possa fazer, parece ser para ele mais eficiente do que acreditar a um poder maior, afinal de contas Anakin se vê como o escolhido, assim ele acredita que se for o escolhido do lado negro ele poderia vencer a morte como um lorde Sith, Anakin sacrifica seu nome, seus titulos e até mesmo sua conciencia para ter mais poder para fazer aquilo que é "certo", porem o poder é como uma droga e quanto mais ele parece ter, mais ele quer, com sua sede de poder ele se corrompe e acaba virando aquilo que no passado ele odiava (como muitos políticos), se recusando a aceitar a morte e querendo mais poder Anakin começa a cair ao lado negro, mata crianças e faz todo o tipo de coisas consideradas por qualquer um como sendo malignas, eventualmente a maldade e a sede de poder é tanta dentro dele, que ele acaba matando as duas pessoas que mais amou, a sua amada Padme e a sua figura paterna Obiwan Kenobi (que ele diz ser como um pai para ele), eventualmente virando nada mais que um zumbi dentro de uma maquina (devido a tudo que ele acaba perdendo), tudo isso pelo seu medo da morte, para evitar a morte ele sacrifica tanto de si mesmo que se torna uma pessoa completamente diferente, se tornando um instrumento de poder e morte, mas o poder deixou de ter significado com todas as perdas que teve, aceitando que é meramente um instrumento a vontade do imperador, até é claro ver Luke Skywalker (que vamos falar).
Resultado de imagem para luke skywalker young old
Parte 2 Luke Skywalker
Se os Prequels são sobre a queda de Anakin ao lado negro pelo seu medo da morte, pode se dizer que a morte de Obiwan Kenobi em "Uma Nova Esperança" é uma forma de confrontar o medo da morte de anakin e suas escolhas sem precisar ser um instrumento da morte, Obiwan poderia ter vencido Darth Vader mesmo envelhecido, mas se sacrifica para ser uno com a força, sabendo que assim poderia ser "mais poderoso do que jamais Darth Vader poderia imaginar", ele se torna um mártir, alguem que escapou do medo da morte abrancando ela, mas ao mesmo tempo não tendo o medo da morte como Yoda fala constantemente, se tornando assim uno com ela pela fé dele no lado luminoso, isso tem um profundo impacto em Luke Skywalker que começou a ouvir a força, mas começa a ter fé nela, escutando a voz de Obiwan e com ela tendo fé que poderia destruir a Estrela da Morte, isso é mais poderoso do que qualquer poder da força que Obiwan poderia demonstrar, ele mostra que existe algo alem da morte.

Luke Skywalker não foi criado como sendo especial, ele vivia uma vida monótona e não queria se meter em confusão, no máximo ter uma vida própria, ele sempre foi tratado como um estranho dentro de sua própria casa, sempre lembrado de que é adotado e não uma parte da família, sempre tendo que cumprir deveres e vendo a morte de perto em Tatooine (que vamos lembrar é um dos lugares mais perigosos e cheio de criminosos), a morte é algo constante na vida de Luke, quando ele testemunha a morte de seus tios ele fica chocado, mas entende que parte natural da vida, ele sabe que o império é mal realmente naquele momento (luke tentou se matricular na escola imperial), Obiwan da a ele duas oportunidades, uma de trazer justiça e a outra de ter uma vida ( a casa de Luke foi destruída e todos que ele se importava foram mortos), Luke não se considera especial, mas quando Luke tem a oportunidade de ser um Jedi (depois de descobrir que seu pai foi um deles e Obiwan não fala que seu pai era um escolhido de nada), ele decide se dedicar acreditando de que pode existir algo maior, mesmo sendo "velho", Luke tem uma visão completamente mais altruística e sua idade também traz maior maturidade quando encara situações como a morte.

Obiwan demonstra a Darth Vader que possui outra solução para a morte, para a surpresa de Darth Vader após mata-lo ele desaparece e se torna uno com a força, isso choca Darth Vader e mais tarde é algo importante para trazer ele a luz novamente atraves de seu filho, os Sith tentam desesperadamente prolongar sua vida e se tornarem imortais ( apesar de seus poderes do lado negro consumirem sua  expectativa de vida) apesar de alguns siths conseguirem essa pseudo imortalidade eles acabam perdendo completamente sua humanidade e muitas vezes uma razão pela vida, eles se tornam não muito diferente de animais, simplesmente vivendo uma vida voltada a negar a morte, mas os Jedis descobrem que existe algo além da morte, os jedis não conquistam a morte (pois eles estão tecnicamente mortos), mas demonstram que existe algo depois da morte e que o lado luminoso da força consegue aquilo que Darth Vader sacrificou tudo para conseguir, mas nunca conseguiu por nunca ter tido realmente fé naquilo que foi ensinado, ele tinha poder mas lhe faltou fé e humildade, depois que Darth Vader se redime graças ao seu filho, ele começa a ter fé e se desprende do medo da morte transcendendo a própria morte, mas o que faz Luke Skywalker tão especial?

A humildade é um traço muito peculiar a Luke Skywalker, apesar dele cometer erros (como ignorar o conselho de Yoda e tentar salvar seus amigos, mesmo sabendo que não faria diferença, não mudando nada das visões que teve e ainda perdendo sua mão), Luke acaba aprendendo com seus erros por não acreditar que é especial e ainda manter um controle dentro de si mesmo, é fácil julgar Luke Skywalker por seus erros, mas ele em pouco tempo se tornou o maior exemplo de um jedi, ele não buscou vencer sendo um instrumento da morte, mas sim sendo um instrumento da salvação, ao negar matar seu pai e oferecer redenção a ele, ele acabou matando Darth Vader e o imperador, mas salvando a alma de Anakin Skywalker, a escolha de Luke foi sobre a fé e não temendo a morte, algo que Darth Vader somente entendeu em seus últimos momentos de vida, mas é um traço marcante de Luke desdo inicio do primeiro filme em que ele aparece, resta saber se esse traço ainda será mantido nos novos filmes que vem por ai, mas fica claro que a fé e humildade de Luke são os traços que diferem do seu pai e fizeram ele resistir ao lado negro, muitos inclusive acreditam que Anakin era para ser a pessoa que traria equilíbrio a força, mas seu medo e duvida em relação a sua fé levou isso aos ombros de Luke que abraçou essa fé na força, trazendo equilíbrio a ela, saindo dos dogmas que foram sendo criados aos longo dos tempos pelos Jedi e Sith, no caso dos Jedi o dogma de proibir o casamento aos Jedi e o voto de celibato, sem falar de inúmeras regras que não existiam quando os Jedi surgiram, criando assim uma nova ordem que pode ser chamada Jedi, mas que se volta ao inicio do conhecimento da força.

O medo de Anakin o consome e ele acaba perdendo tudo, mas Luke prefere abraçar sua fé e morrer do que se tornar aquilo que ele mais despreza e perder a sua humanidade, quando ele tem a escolha de matar Darth Vader ele se recusa, acreditando que existe uma maneira de resolver isso através de sua fé na força, é somente ai que Anakin entende o que é ser realmente um Jedi, através do sacrifício do seu filho, algo que nenhum dogma ou conselho poderia ensinar e somente sua fé poderia lhe fazer entender, assim renovando a fé em acreditar em algo e recuperando sua alma;

Espero que tenham gostado e digam o que acham dessa maluquice toda.