Marvel Legacy: Editora que obrigar donos de comicshops a comprarem 2 revistas de cada uma de suas edições

A arte promocional primordial de Marvel Legacy. Lápis de Joe Quesada.
"O problema surgido com Marvel Legacy é que a editora está forçando os chamados retailers (vendedores das comic-shops) a comprarem duas ou três vezes mais unidades de cada uma das 53 novas revistas. Tudo isso para garantir unidades lenticulares em cada pacote, o que é venda certa para os leitores, mas que pode muito bem deixar os lançamentos de capas comuns abandonados nas prateleiras das lojas."
O problema surgido com Marvel Legacy é que a editora está forçando os chamados retailers(vendedores das comic-shops) a comprarem duas ou três vezes mais unidades de cada uma das 53 novas revistas. Tudo isso para garantir unidades lenticulares em cada pacote, o que é venda certa para os leitores, mas que pode muito bem deixar os lançamentos de capas comuns abandonados nas prateleiras das lojas.
Percebam que este é o modelo contrário ao que a DC está buscando fazer aos poucos. O que não significa que uma esteja certa e outra, errada; pelo contrário. São maneiras diferentes de se fazer negócios, ambos com benefícios e prejuízos para todos os lados. Contudo, nota-se uma discrepância razoável em termos de planejamento mercadológico, ou seja, para onde a editora espera que a indústria chegue a médio e longo prazos.
Um retailer, a Jetpack Comics, chegou a dizer o seguinte sobre Marvel Legacy: “Este é um modelo de negócios muito estranho, colocar sua base primária de consumo em uma posição de ter que comprar de 2 a 2,25 vezes o produto que sabe que não pode vender nesta quantidade”.
Uma outra loja, do Arizona, afirmou: “Tentei refatorar esses números, tentei falar com outras lojas e descobri que não estou sozinho. Teríamos que encomendar muitas capas regulares do que conseguimos vender aqui para justificar ter uma lenticular”.
Após ouvir algumas dessas reclamações, a Marvel diminuiu a quantidade mínima obrigatória de pedidos para alguns títulos, mas os mais populares ainda requerem encomendas 200% maiores que o normal. Uma destas revistas é Invincible Iron Man: The Search For Tony Stark.
É estranho que as duas maiores editoras dos EUA estejam caminhando por caminhos tão distintos em termos de mercado, justamente em uma época em que elas deveriam unir esforços para garantir reforço e apoio ao mercado. Outras editoras menores dependem do funcionamento saudável dessas duas para continuarem vendendo seus títulos.
É bem provável que as lojas tenham que vender essas revistas restantes mais adiante a preços baixo, o que pode encolher seus lucros. No fim das contas, só os meses depois do advento de Marvel Legacy é que dirão como o mercado sobreviverá a mais um inchaço.
(com informações do CBM e Terra Zero)
guest author area 51  Questão
Profundo conhecedor da cultura pop, fã de conspirações/mitos e lendas é o principal meio de arranjar uma treta com famosos e pseudo-famosos da web.. Twitter / Facebook