Marco Feliciano quer proibir "profanação de símbolos sagrados" em games, RPG e TV

 Segundo informações, o texto o projeto de lei: "Obriga as exibições e apresentações ao vivo a indicarem classificação indicativa adequada para crianças e adolescentes e proíbe a profanação de símbolos sagrados."
O deputado federal Marco Feliciano (Partido Social Cristão de São Paulo) apresentou no último dia 19/09 o Projeto de Lei 8615/2017, modifica o artigo 74 do Estatuto da Criança e do Adolescente para "obrigar as exibições ou apresentações ao vivo, abertas ao público, tais como as circenses, teatrais e shows musicais, a indicarem classificação indicativa adequada às crianças e aos adolescentes e proibir que a programação de TV, cinema, DVD, jogos eletrônicos e de interpretação – RPG, exibições ou apresentações ao vivo abertas ao público profanem símbolos sagrados".

Em sua justificativa o texto difere a classificação indicativa de uma iniciativa com intuito de promover censura, mas não deixa explícito qual o critério para definir o que seria profanação de símbolos religiosos, se limitando a mencionar o caso da "exposição de arte promovida pelo Banco Santander, na cidade de Porto Alegre/RS, que atentou aos princípios éticos, morais e religiosos de toda a sociedade no momento em que desrespeitou símbolos sagrados (arte profana)".

O projeto pode ser lido na íntegra aqui.

Resta também saber se essa "profanação" a ser proibida envolve todas as religiões ou apenas símbolos da religião majoritária que possui partidos políticos e redes de comunicação impressa, áudio-visual e digital.














Algumas coisas vão continuar de boas?




guest author area 51  Richard Christian - Prof. Pinto
Ativista anti-racismo muito conhecido no grupo de quadrinhos da deep web. É capaz de citar referências de cultura afro-pop fazendo analogias com mitologia egípcia e funk. É um dos poucos papais do grupo. . Twitter / Facebook