Opinião: disputa Uber x Taxistas

"Ain, mas o Hqfan não é um site que fala só de quadrinhos?"


Não. Falamos sobre o mundo do entretenimento em geral, mas também falamos sobre ventiladores, cachorros e qualquer outro assunto que consideremos relevante. Então senta aí e leia calmamente o texto.

Atualmente, tirando a briga entre mortadelas e coxinhas, marvetes contra decenautas, com certeza o assunto mais repercutido nas grandes cidades é o atrito entre taxistas e motoristas do Uber

Mas o que verdadeiramente acontece neste entrevero?

Bom, antes de adentrarmos nos detalhes do embate, vamos ver o que é realmente esse tal de Uber, além do conceito sobre taxistas.

Uber - Anteriormente conhecida como UberCab, o projeto nasceu no coração de Silicon Valley em São Francisco, Estados Unidos. A ideia por trás deste aplicativo é fornecer aos usuários veículos de passageiros com condutor a "preços acessíveis". Para simplificar: se você precisa de um motorista particular, o Uber te fornece um. Para atingir seus objetivos, o aplicativo oferece um serviço de alta qualidade aos seus clientes. A empresa exige, por exemplo, que seja disponibilizada água em todos os carros. Dependendo do serviço selecionado, os motoristas podem também fornecer bebidas energéticas, doces, etc.

Veja bem, na teoria, o Uber seria a solução para quem não quer se estressar dirigindo no trânsito e/ou quer passear pela cidade com o mínimo de conforto. Pois é, seria. A questão é que muito antes do Uber "nascer", já existiam os Taxistas.


Taxista/Motorista de táxiA definição de taxista no dicionário é bem simples: aquele que dirige o táxi. Mas, o que não é tão simples, é toda burocracia que o taxista precisa passar para exercer a profissão. Com certeza você tem um parente ou um amigo do amigo que é ou já foi um taxista. E, sem dúvida alguma, você já deve ter escutado esta pessoa reclamar como é difícil ser um motorista legalizado de táxi. 
Acontece que este tipo de reclamação não é leviana e nem sem fundamento. O taxista de fato é um dos profissionais que mais sofre com burocracias e taxas abusivas no mercado nacional. Vejamos algumas taxas e burocracias que o taxista precisa passar se quiser trabalhar:

Alvará da prefeitura - Os custos são variáveis e o alvará pode ser alugado ou comprado (em SP, entre R$ 150 e R$ 200/dia). Como a procura é muito grande, em centros como Rio e SP os valores dessas licenças podem passar de R$ 100 mil reais. Além disso, em São Paulo e algumas outras cidades também é exigido o Condutax, um cadastro que vale por 5 anos e custa R$ 415.

Curso preparatório - Segundo a Lei 12468 que regulamenta a profissão de taxista, o concurso preparatório abrange: relações humanas, direção defensiva, primeiros socorros, mecânica e elétrica básica. O preparatório só pode ser realizado em entidades reconhecidas pelo órgão regulamentador. Os cursos possuem valores variados por região, mas a faixa é de R$ 250,00.

E por que tanta briga?
Se você leu até aqui provavelmente já deve ter percebido a razão, mas vamos lá. Basicamente, os taxistas reclamam de competição desonesta ou injusta. Eles argumentam que os motoristas do Uber: além de não passarem por tanta burocracia para iniciar um trabalho particular, também não estão sujeitos as várias tarifas que um taxista precisa arcar para rodar dentro da legalidade.

Por sua vez, o Uber explica que é um aplicativo particular e que não faria sentido que seus motoristas se submetessem a tributos e burocracias de uma categoria diferente. Motoristas do Uber não são taxistas. Além disso, a empresa argumenta que os seus motoristas passam sim por testes, além de sofrerem punições quando recebem baixa classificação dos clientes.

Quem está certo?

Difícil dizer. Esse post apenas fez um apanhado superficial da situação - com uma pesquisa mais aprofundada, a coisa fica ainda mais complicada e complexa. Entretanto, à primeira vista, muitos dariam razão para os taxistas: chegaram primeiro, pagam taxas, maior burocracia, etc. Mas, é importante lembrar que os taxistas também possuem "regalias", como descontos na compra de um táxi novo.

Além disso, focar toda revolta no Uber acaba se tornando algo pueril e sem embasamento. A verdade é que sempre existiram motoristas particulares. Em teoria, qualquer pessoa que tenha uma CNH com a opção profissional destacada pode utilizar o seu carro para transporte de passageiro.

Ou seja, sempre existiram motoristas particulares competindo com os taxistas, o Uber apenas concentrou (ou monopolizou, caso ache melhor) o setor particular. 

O fato é que essa briga ainda vai durar por um bom tempo, com cada lado trazendo a sua verdade como absoluta. E no meio de tudo isso ficam os passageiros sem a certeza de quem está certo e quem está errado.

No final das contas, a história da livre concorrência acaba sendo apenas "palavras ao vento". Mas é difícil fazer qualquer julgamento sendo somente um espectador.

Gostou da postagem? Deixe a sua opinião nos comentários.

guest author area 51  Toddy Honesto
Bacharel em Publicidade e um duro convicto. Não tem dinheiro para comprar HQ´s, ir ao cinema ou Netflix. Busca sempre o Sim, porque o Não já é certo. Pai da Sofia, a cachorra cantora.. Twitter / Facebook

XXXXXXXXXXXXXX