Resenha: Thor Ragnarok

Certo... Sim, eu gostei do filme. Mas de todos os filmes da Marvel, foi o que eu menos gostei. Ele é grandioso. Ele é caro. Ele é cheio de aventura e humor. Mas tem uma coisa que me faz gostar menos desse filme. Mas antes vamos falar sobre os papagaios da internet.






O que são papagaios? São animais que imitam sons. Às vezes esses sons são palavras que conhecemos e aí parece que o papagaio repetiu o que você disse, o que na prática, até é verdade. Ele não sabe que está repetindo uma palavra. Ele só... repete. Ele não pensa sobre o que está dizendo, ele só emite aquele som que ouviu. E cara, como a internet está cheia dessas pessoas. A grande maioria, na verdade. Você gosta muito de um filme, como eu gostei de BvS, Man of Steel, Homem de Ferro 3. Sabe, você se divertiu vendo o filme, você achou legal, mas quer saber, alguém de algum site conhecido disse que o filme não é bom e todos os que estão "abaixo" dele passam a não gostar. Ou pelo menos começam a dizer que não gostaram e "coincidentemente" usam os mesmo argumentos do famozão para "provar que o filme é ruim". Eu odeio isso. Odeio isso porque bons filmes se tornam maus filmes porque um único zé ruela com milhares de seguidores disse que não gostou. 


Por que diabos estou falando disso? Porque isso aconteceu com Thor. Quando assisti ao primeiro filme do Thor no cinema, fiquei deslumbrado. Asgard era fantástica, a cidadezinha que Thor mora durante sua estadia na Terra é totalmente "O Renascer dos Deuses", o filme é uma aventura incrível. Mas quer saber, alguém disse que não era bom, alguns anos depois, logo que a sequência saiu. Uma história "vazada" sobre a Disney não estar satisfeita com o tom dos filmes do Thor. E aí, de repente, todo mundo que dizia que gostou dos filmes do Thor (que duvido para caralho que hoje digam que gostaram, seus arregões) passou a não gostar.  O QUÊ?! VOCÊS ENLOUQUECERAM?! Os filmes são bons! São MUITO bons! São melhores do que qualquer Homem-Formiga que todo mundo diz que adorou! E aí, porque alguém influente disse que não eram bons, a Marvel decidiu procurar outro caminho. "Olha, precisa mudar isso aí". E aí saiu aquele vídeo mostrando onde Thor estava durante a Guerra Civil. Estava morando na Austrália, dividindo casa com um novo amigo. Cara, aquilo foi muito engraçado! Tão engraçado que alguém falou "É ISSO! É ISSO O QUE QUEREMOS! Guardiões da Galáxia deu certo com as piadas, vamos incorporar isso ao Thor!" Confundiram a piada feita com o personagem com o personagem ser uma piada.


"AAAAAAAAH, TÁ VENDO, MAIS UM QUE VAI FALAR QUE AS PIADAS ESTRAGARAM O FILME!"

Errrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrou!

As piadas estão em quantidade muito menor do que pensei que estariam e elas são muito boas, em sua maioria! Então se transformar um filme de super-herói em uma sitcom não é o problema, então qual é? De novo, continua lendo que vamos chegar lá!

No geral a trama se desenvolve bem, o filme é divertido e os personagens são carismáticos, o que não impossibilita o longa de ter problemas na relação entre Thor e Loki, tem seu pior envolvimento entre todos os filmes da Marvel. Loki, em alguns momentos, parece sem vontade de atuar, como na cena da piadinha em que Loki é carregado por Thor. Na maioria dos momentos, Loki funciona, mas convenhamos, ele nem precisava estar ali. As piadinhas com "o ânus do monstro" são ridículas, humor de primeira série, mas eu relevo, eu sei a quem essas piadas estão direcionadas. Aliás, o filme usa as piadas como uma muleta. Se nada nesse filme funcionar, as piadas garantirão que funcione. O Hulk é um ponto alto do filme, em sua mais... diferente participação em longas. Hela está muito, muito foda! O Grão Mestre é muito legal, a Valquíria é uma personagem forte, Korg é legal na maioria das vezes, mas em alguns momentos faz piadas de comédias ruins logo após fazer uma piada muito boa. Surtur é outro ponto forte do filme. O monstrão impõe respeito. No geral, vale o ingresso. 


E aí, para encerrar, entra o problema que me fez gostar menos do filme: ele tem pressa em se distanciar de seus dois predecessores.  Em meia-hora ele pega praticamente todos os elementos dos filmes anteriores e fala "Tá vendo isso aqui? Não é mais assim, tá?" e joga fora. Veja bem, não desenvolve tramas e sub-tramas para transformar uma em outra coisa, ele JOGA FORA. SPOILER NECESSÁRIO: a morte de Odin! Cara, não tem peso dramático NENHUM! ABSOLUTAMENTE NENHUM! Se resume a papo de "É, me livrei aí do seu feitiço, Loki, tá tudo bem, agora chegou aqui minha hora" e sem mais nem menos, vira pó. Nada foi construído para dar peso a essa cena, nenhuma explicação convincente, nenhuma sequência de acontecimentos, nada! Eles só... morre. Aparece e morre. Como eu disse, a primeira meia-hora do filme existe somente para dizer que você não deve se prender ao que viu nos outros filmes. Se isso é bom pra você, se você não gostou dos outros filmes, tudo bem, pode ser que vá gostar disso, mas pra mim, que gostei ao ponto de reassistir algumas vezes, foi um desrespeito a construção que os outros filmes fizeram. E é corrido demais, essa primeira meia-hora é extremamente corrida, mais do que qualquer outra sequência do filme. Incomoda muito se você gosta de coisas bem construídas. O motivo principal de eu não ter gostado dessas coisas foi emocional, eu gostava do que era antes e não gostei do que se tornou, mas se você quer ser mais racional, vamos lá: incoerência. A forma como os elementos são apresentados fazem esse Thor parecer outro Thor, outra coisa. E isso é algo complicado quando você tem uma construção de universo compartilhado. O cara aparece de uma forma em todos os outros filmes e de repente, por simples vontade de mudar, passa a agir de forma diferente. É como se o Superman se tornasse o alívio cômico (olha eu sendo papagaio de internet) da Liga da Justiça, é uma mudança de personalidade sem explicação, pura e simples escolha da produção.

"Espera, mas você disse que gostou do filme, certo?" É, gostei. "Mas você disse que gostou menos do filme por causa dessas coisa aí... então você gostou ou não?" No geral, gostei, mas essas coisas me fazem preferir os dois anteriores. Gostar do filme eu gostei, só não vai ser um filme importante para mim como os outros da Marvel, incluindo os do Thor, foram.

Vale o ingresso? Claro que vale, é um bom filme da Marvel, assista, mas eu, quando for reassistir algum outro filme do MCU, vou ver os dois primeiros Thor e, se sobrar tempo, se não houver nada mais pra fazer, talvez eu reassista Ragnarok. Gostei mas queria ter gostado mais. Chega de falar, até a próxima!