Header Ads

test

Dragon Ball - Aquela vez que eu reincarnei como o Yamcha (review)

Resultado de imagem para that time i reincarnated as yamcha
Normalmente eu não faço reviews de Mangás, especialmente porque a maioria deles hoje não gosto muito, mas se você gosta está tudo bem (pessoal fica full pistola por eu não gostar de alguma coisa), mas o mangá focado no Yamcha e nos fãs da franquia Dragon Ball é muito bom e dá de 10 a zero em tudo que sai hoje em dia.

Criado por Akira Toryama (o criador da franquia), ele tem apenas 3 capítulos (uma especie de mini serie) e fala sobre um jovem fã de Dragon Ball que é transportado no corpo de Yamcha após quase morrer de uma maneira idiota, o mangá fez tanto sucesso no Japão que já existem rumores de ganhar um filme em anime e até mesmo uma continuação pelo autor.

O personagem principal tendo um conhecimento do futuro acaba usando isso em sua vantagem, quando Yamcha vai enfrentar Nappa e Vegeta ele tem 10 mil de poder de luta, lembrando que na época Goku tinha um pouco mais de 9 mil, ficando apenas mais poderoso por causa do Kaio Ken (sim eu me amarro na franquia Dragon Ball, mas quem não se amarra?), ao invés de ser um babaca com todo mundo por ser forte, o fã transportado acaba agindo com um verdadeiro herói, até mesmo fazendo sacrifícios pelo bem maior e para evitar mortes, mas no final acaba descobrindo que não foi o unico a reincarnar, porem o outro fã por estar em um personagem fraco decide ficar mais forte mas usar o seu poder para virar um vilão, porem aquele que reincarnou em Yamcha ainda consegue levar a redenção o vilão e salvar o dia.

O mangá apesar de parecer focado no humor (como normalmente a franquia dragon ball é) tem diversas cenas de ação muito fodas, sem falar que tem até uns momentos reflexivos dentro dele, se tornando para mim a melhor obra até agora da franquia e que ela pode ir para novos rumos diferentes do que ficar descobrindo qual vai ser a nova forma super sayajin que o Goku vai descobrir.

Acho que o maior "pecado" dos criadores de animes é sempre deixar os personagens secundários de lado e não tornar eles iguais ao protagonista, com raras exceções é claro, se você tiver sorte e cruzar com a versão desse Mangá em português por favor lei, eu apenas li a versão em inglês e me amarrei bastante, até mesmo querendo uma saga inteira dessa nova realidade criada por esse novo Yamcha.
Nota 9,5