Header Ads

test

Resenha HQ Fan: Pokémon - Detetive Pikachu


Aquele filme divertido com gostinho de infância...

Gostinho tão bom que até o Charizard quer experimentar

Depois de meses afastado do cinema, enfim voltei pra ver um filme que valha desperdiçar meu precioso tempo (afinal se tem algo que eu aprendi bem na prática é como desperdiçar BEM meu tempo), no caso Pokémon - Detetive Pikachu, e devo admitir: bom uso de tempo desperdiçavel.


A trama, que se passa no mundo de Pokémon 20 anos após as aventuras de Ash (pegue as referências que vai entender) mostra Tim Goodman, um cara que não gosta muito de pokémons, indo pra cidade grande investigar à "morte" do pai com a ajuda do pokémon parceiro do véio, um Pikachu falante que só ele entende, se envolvendo numa conspiração com empresas malignas, tráfico de drogas, experimentos genéticos, torneios ilegais, o Mewtwo e um Ash piradão das drogas.

Legal saber o que aconteceu com ele após sair do coma

Pra começar, estou surpreso com a trama. Ao contrário de certos filmes de viagem no tempo, esse filme tem uma trama bem costurada. Me esforcei pra achar furos e não consegui (embora o plano do Mewtwo dependa demais da sorte), e embora se prenda em velhos clichês (vou chegar neles) que tornam metade dos plot-twists previsíveis, a outra metade me pegou desprevenido.

Pokémon poderoso, mas não um bom planejador

O que realmente vale aqui são os pokémons e as referências. Os pokémons trazidos pro mundo real estão fantásticos, sendo uma atração à parte vê-los espalhados na tela, tanto eles próprios como referências em objetos do cenário, fora as participações especiais do Red e do Ash (vejam dublado o filme, que essa participação é fantástica).

Bulbassauro era um dos meus pokémons prediletos e tem uma ótima participação

Os personagens do filme são os velhos clichês: temos o protagonista relutante tentando superar o trauma da infância, o bichinho em CGI engraçado e fofo que acompanha o protagonista relutante, a repórter desesperada pelo furo que não pensa duas vezes em se por em perigo e paixão do protagonista, fora a velha corporação malvada. Nenhum deles incomoda, embora com exceção do Pikachu, nenhum se destaque também. São só objetos pra que a trama ande.

Se bem que o Psyduck estava maneiro

Em resumo, Pokémon - Detetive Pikachu e aquele típico bom filme da série Pokémon, só que em live-action. É boa pedida pra ver com a família: as crianças vão amar e os velhos terão sua dose de nostalgia de ver o anime/video game com que cresceram bem adaptado. Nota: 7,7


guest author area 51  Polvo Aranha
Gênio, bilionário, playboy, filantropo, amigão dos roteiristas... só que não. Twitter / Facebook