Wikileaks disponibiliza e-mails e documentos da Sony — sobrou até para Podcasters famosos

fonte - meiobit

Não importa qual seja sua opinião quanto a Julian Assange, ele é um mal necessário, o Wikileaks nada mais é do que uma forma de controle de informação, fazendo com que organizações e governos criem vergonha na cara e tomem conta de seus segredos. Não quer ser wikilikado? Não quer ser hackeado? Não deixe sua senha aparecer na televisão.
Uma das grandes vítimas dessas invasões foi a Sony, atacada — dizem — pela "Melhor Coréia". Um monte de material sigiloso, gigabytes de e-mails e documentos foram surrupiados, com um monte de revelações constrangedoras envolvendo as produções da casa, interações entre artistas, executivos, marketeiros…
Agora, pra jogar gasolina no fogo o Wikileaks disponibilizou em sua ferramenta de busca esse material todo. Não vou botar o link por medo… — digo, responsabilidade jurídica, o que mantém o MeioBit fora de polêmicas e o conteúdo da Sony além do alcance de qualquer um retardado demais para digitar Wikileaks no Google.
O assustador é que ao contrário daquelas bobagens do Waack nos outros vazamentos, há bastante Brasil nos e-mails, e Brasil que nos é muito próximo.
Esse vazamento está repleto de e-mails, planilhas, PDFs e PPTs sobre lançamentos de filmes no Brasil, estratégias de marketing, planos de mídia, com direito a valores e veículos, incluindo revistas, emissoras como Globo, SBT, Telecine, e blogs como Jovem Nerd, Judão, Omelete e vários outros.
Quem faz planejamento online tem acesso ao pacote completo da Sony, e pode ver se está fazendo direito, onde eles erraram, quem são os sites preferidos (dica: o Hqfan não é um deles) e, principalmente, comprovamos que investimento em online ainda é calhau: blogs, vlogs e podcasts ficam com o dinheiro achado atrás das almofadas do sofá.
Em uma ação, por exemplo, a verba gasta em Google, Facebook e mais uns 5 blogs top de entretenimento foi equivalente à de 5 spots de 15 s na Globo SP.
Em um mundo ideal todos seriam responsáveis com essas informações, mas sejamos realistas, vai ser um barata-voa quando as pessoas começarem a fazer consultas criativas. A culpada é a "melhor Coréia", mas isso não tira parte da culpa da Sony, que não protegeu seus dados como devia. Isso não é culpar a vítima, as vítimas são as pessoas que tiveram seus e-mails expostos.
Esse vazamento agora organizado tem potencial de se tornar um dos maiores escândalos da internet brasileira, envolvendo gente grande, gente muito grande, Top Men como diria Indy. Não vou entrar em mais detalhes, para proteger os inocentes, mas se amanhã ou depois o Wikileaks for bloqueado no Brasil, você leu primeiro aqui.

Confira Também...

0 comentários