Arslan Senki, um anime épico (em muitos sentidos)!

Eu nunca achei que um dia relacionaria essas três coisas que vou relacionar mais à frente, mas quer saber? Estou surpreso e feliz! Olha, que a otakada não me leve a mal, mas a maior parte das animações que o Japão produz é bem ruinzinha. Claro que DragonBall, Saint Seiya, Yu Yu Hakusho, Bleach não estão nessa lista, são bons e divertidos.Tem gente que se acha super culto por curtir animação japonesa, legendado e tals, mas não se liga que só está consumindo o produto de massa de outros países, material razo, feito para entreter sem pensar muito (como todo 99%  do entretenimento do mundo). Ah, depois de um dia trabalho, nem queremos pensar muito, certo? Mas de vez em quando, a cada geração, sei lá, uma coisa realmente boa surge. E em pleno 2015, ano em que disseram (mais uma vez) disse que as animações japonesas estavam indo pelo ralo. Sério, tem algo errado aí.Grandes animações são responsáveis por "empolgar" todo um mercado. Gente consumindo e gente produzindo.

Baseado no mangá de mesmo nome, a capital Real de Ectabana no próspero reino de Pars, uma cidade de esplendor e maravilhas, governada pelo invencível e temível Rei Andragoras. Arslan é o mais novo e curioso príncipe de Pars que, apesar de seus esforços, não parece ter o necessário para ser um bom rei, como seu pai. Ao fazer 14 anos, Arslan parte para sua primeira bataha e perde tudo enquanto a névoa sangrenta da guerra abre alas para chamas abrasadoras, levando à queda de seu glorioso reino. No entanto, é o destino de Arslan ser um governante e apesar dos testes que ele enfrentará, deve embarcar agora numa jornada para recuperar seu antigo reino. (sinopse de animeai.net). Essa versão é um remake do mangá de mesmo nome da década de 80, com anime da década de 90.

Uma mistura de O Senhor dos Anéis, reflexão sobre fanatismo religioso, igualdade e o clima místico que só "O Alquimista" (Paulo Coelho) pode trazer. Sim, Senhor dos Anéis porque as referências visuais são claríssimas. Desde o emparelhamento dos cavaleiros e suas montarias até as cenas de guerra magistralmente representadas. Reflexão porque é o que o anime de fato traz, com defensores de pontos de vista fanático-religioso que estão certos em buscar igualdade em um reino opressor. E "O Alquimista" porque quem leu a oba de Paulo Coelho sabe que há coisas que as coisas simples da vida, como um deserto, podem ensinar a um homem através dos sinais que o mundo lhe dá e de sua vontade de realizar algo grande. Se você acha que tem certeza de que os caminhos que você segue são absolutos e imutáveis, "O Alquimista" não é para você. Se você não presta atenção no que o mundo lhe diz ou se você não está disposto a aprender algo novo a cada dia, "O Alquimista" não é para você. Bom, se eu tivesse que recomendar um anime para quem leu O Alquimista, com certeza
seria Arslan Senki. Tem algo de profundo e místico nesse anime e eu quero muito descobrir o que é.Bom, eu não esperaria menos de um mangá/anime da criadora de Fullmetal Alchemist, Hiromu Arakawa, embora a história seja de Yoshiki Tanaka.

Logo no primeiro no episódio, um moleque sem nome coloca as seguintes questões: "Vocês deviam acreditar e se converter ao meu deus. O meu deus prega igualdade. Vocês se colocam uns acima dos outros." Ao mesmo tempo que traz uma visão fanática, como falei acima, de que só o deus em que ele acredita está certo, é o único deus, ele levanta um questionamento sobre igualdade, sobre como as inustiças ocorrem no reino em que ele efoi levado prisioneiro. No primeiro episódio, de uma forma simples e direta ele coloca vários tons de cinza (ao menos não são 50) num mundo que as pessoas acham ser apenas de extremos, de apenas "concordo" e "discordo", de amor e ódio. E se o fanático religioso tiver um ponto de vista interessante sobre outra coisa, APESAR DE SER FANÁTICO? 

Quando cito "O Alquimista", tem uma coisa que não sei explicar direito, mas que gosto de definir como "clima". Pra quem é mais descolado, eu defino como "vibe". A vibe do livro é muito boa, nos coloca na posição de descobridores de um mundo que é muito maior que nós mesmos. Que é cheio de
mistérios e que dá as respostas para as nossas buscas se prestarmos atenção ao que etá sendo nos dito pelo mundo.


Estou só no início e já deu pra sentir essa vibe. E já um dos animes mais fodas que assisti. Se ele se tornar ruim nos próximos episódios, eu venho aqui e faço uma retratação, mas tnho certeza que assistir tudo o que vem pela frente vai valer, e muito, a pena. Feliz por ainda fazerem animes excelentes!

Confira Também...

0 comentários