Por que o novo visual dos Power Rangers mostra que a magia morreu?


Ah, Power Rangers. Quem não adorava ver esses rapazes de lycra que soltava faísca, davam piruetas em explosões e juntos formavam o poderoso Megazord? Pois é, a versão Americana dos Super Sentais chegou ao Brasil e conquistou muita gente durante a década de 90 (incluindo este que vos escreve) e virou uma franquia de sucesso no mundo inteiro. E como tudo que é dos anos 90, os Power Rangers estão chegando para mais um filme (já existe um dos Mighty Morphin e do Turbo, caso você não se lembre) e esse filme será um reboot da primeira versão dos Rangers. O problema é, esse filme desde o começo de sua produção tem se mostrado que vai ser mais um filme genérico que vai servir só para mostrar que quando uma coisa dos anos 90 tenta ser colocada nos moldes "realistas e dramáticos" de nossa década eles acabam perdendo a graça, a magia.


A graça dos Power Rangers não era só a roupa de Lycra que solta faísca, era que simplesmente eles eram Guerreiros que lutavam usando artes marciais e eram "super heróis". Colocar uma armadura de metal alienígena e colocar todos parecendo um Homem de Ferro Genérico ou um personagem da Franquia de Jogos Crysis, quebra toda a magia, todo o conceito dos Power Rangers. Eu olho para a imagem dessas novas armaduras e não consigo ver os Power Rangers. E acredite, não é por ser algo novo e tudo mais, afinal, eu assisti o trailer das novas Caça-Fantasmas e é muito divertido e parece que vai pegar o espírito do antigo. Aqui o caso é diferente. Eles querem transformar Power Rangers num épico dramático de Sci-Fi pra agradar essa galerinha que não aceita nada muito colorido e acha que tudo que é da nossa infância tem que voltar entupido de CGI e sem nenhuma personalidade (estou falando diretamente com vocês, novas Tartarugas Ninja). Você tirar as cores brilhantes, as roupas com desenhos esquisitos e toda essa estética Japonesa da produção é perder a característica da franquia, é tirar a identidade que a série construiu com o tempo. Por mais que você atualmente não veja mais Power Rangers, o que vem na sua cabeça quando tu lembra deles? As roupas, os capacetes, as explosões, a HORA DE MORFAR. Esse filme vai tirar isso tudo de você simplesmente pra ser sério, sombrio e cheio de Nolanzice. 


Como eu havia falado com um amigo no Twitter, até mesmo o design dos Uniformes do filme da década de 90 são melhores que os de 2016. A PORRA DE UM FILME DE ORÇAMENTO FRACO CONSEGUE SER MELHOR ASSISTIDO QUE UM FILME DE HOJE EM DIA. Acredite, eu estava relevando o visual zoado da Rita Repulsa, que vocês podem ver aqui. Porém dos Rangers eu não consigo admitir que eles usem armaduras de metal genéricas e coisas desse tipo. Nossa lembrança não merece algo genérico e sem vida só para satisfazer meia dúzia de retardado que acha que tudo tem que ser de armadura e "realista". Se até o Batman conseguiu se livrar da armadura, por que colocar os Power Rangers nessa? Esses novos Uniformes são algo que eu nunca imaginei que fosse ver em algo relacionado aos Power Rangers. E não, eu não queria uma cópia dos uniformes clássicos. Mas algo com identidade e que diferenciasse os Rangers. Eu vejo o novo Uniforme e parecem um bando de robôs aleatórios. Não os Power Rangers.

Se for pra ser genérico e ruim, era melhor não ter sido feito. Dessa vez o monstro gigante que os Power Rangers tem que enfrentar não estão na Alameda dos Anjos, e sim no time de produção do seu filme.

E infelizmente essa batalha eles já perderam. 

Confira Também...

0 comentários