A Filosofia de vida do Demolidor

Parte 1 Origens
O Demolidor sempre foi um dos personagens mais diferentes da Marvel, para começar ele é um personagem religioso e católico (uma minoria nos EUA e nos super heróis), ele também é um dos poucos que não mata ou tenta não matar seus inimigos (como Capitão América, Homem Aranha e Noturno).
“Mas pera ai Questão eu vi o Demolidor matar uns ninjas ai”, meu amigo eles são mortos vivos criados pelo tentáculo como ninjas bucha de canhão, muitos lideres do tentáculo são mortos vivos eles mesmos vivendo de absorver almas para prolongar sua vidam, sim é bem sinistro.
Sem falar que todos os personagens sofre com a síndrome do roteirista que tenta inovar modificando sua personalidade, muitas vezes o fazendo fazer coisas que podem beneficiar a mitologia dele ou destruir ela, mas nesse caso vamos falar da filosofia de vida “pura” do Demolidor, aquilo que o fez ser o personagem que conhecemos hoje.
O conceito mais primordial da Justiça é que ela deve ser justa, esse é o motivo pelo qual ela é representada vendada, com uma balança em uma mão e uma espada em outra, para avaliar a culpa e executar a justiça.
Não é coincidência que o Demolidor é um advogado que bate nas pessoas usando colante a noite,  um dos outros elementos de sua personalidade é o fato que ele é um Católico praticante, vai na missa e escuta todo o sermão do padre em Latim, Matthew o primeiro nome do personagem é o nome do apostolo Mateus em inglês,  como cobrador de impostos, Mateus teria uma reputação bem parecida no passado aos advogados de hoje em dia.
O livro de Mateus fala muito sobre cobiça e justiça social,  Mateus 23:16 fala explicitamente sobre corrupção e cegueira,  os materiais promocionais da serie do Demolidor por exemplo se baseiam muito sobre arte religiosa.
Seja justiça divina ou legal, o tema central de Demolidor é justiça.
Parte 2 Justiça
Um dos grandes dilemas da justiça é se o culpado deve ser punido por ela, pois algumas vezes existem meios pelos quais ele não pode ser totalmente culpado por seus atos,  um dos dilemas de Demolidor é se as pessoas são realmente culpadas pelo que fazem.
Algumas pessoas (até criminosos) perante a justiça as vezes não podem ser responsabilizados por seus atos por serem insanos ou temporariamente fora de suas faculdades mentais, como dizer que isso não é o fato para alguns vilões ou até mesmo anti heróis que matam como o Justiceiro?
Mais ainda Demolidor faz perguntas profundas de são as pessoas culpadas pelo que se tornam? O Justiceiro era um herói de guerra que quando voltou para a paz testemunhou sua família massacrada e decidiu matar bandidos, quando ele tinha claramente outras opções como procurar terapia ou continuar no exercito matando pessoas teoricamente más legalizado pelo Estado, ele poderia ser até mesmo um agente da SHIELD (Nick Fury vivia convidando ele),  é possível exercer seu livre arbítrio para negar o seu destino? Ou todos estamos destinados a ser o que somos?
O Demolidor tenta ver que todos não são completamente culpados, que eles não são definidos pelos seus atos, que existe a oportunidade de redenção e por isso ele não os mata.
Filosoficamente falando a ideia que nosso atual estado é determinado por causas anteriores é chamado de determinismo (entre outras coisas), deterministas não acreditam em livre arbítrio, todas nossas vidas são determinadas por eventos passados, somos como animais apenas nos adaptando ao ambiente nossa volta e agindo por puro instinto que pensamos ser raciocínio, todas as ações são consequências de ações anteriores, para eles conceitos de culpa ou responsabilidade não existem, porque se somos somente produto de ações passadas nos realmente não temos escolha e como seremos punidos por algo que não podemos escolher?
O Demolidor é um Libertário adepto do Liberalismo que são pessoas que acreditam na habilidade de escolha ( e coisas bem capitalistas como propriedade privada, mas não vamos entrar aqui),  ele acredita  que todos podem se redimir e atingir a redenção,  podendo fugir de uma natureza determinada, podendo se elevar mais do que uma condição determinada, que nem todos são maus e que podem escolher os seus destinos.
O Demolidor quer matar pessoas como o Rei do Crime, mas ele escolhe não matar,  ele age do seu livre arbítrio ou suas ações são meramente determinadas por seguir e ter contato com a sua religião? A decisão de não matar é dele ou determinada pelas ações passadas envolvendo a vida dele?
Parte 3  Super Heroísmo
Super Heroísmo é uma controvérsia, pois o Super heroi fora da lei não tem autorização para distribuir punição legal, não existe devido processo legal ou imparcialidade, a atuação heroica é comum aos super heróis, mas muitas vezes ele não pode ser punido ou sofrer por ser um super herói, Bruce Wayne/ Tony Stark são extremamente ricos e vivem uma vida de luxo quando não estão combatendo o crime, Super Homem é a prova de balas e super o tempo todo,  o Demolidor por outro lado é um advogado fodido, que não tem um puto e é pago com comida por defender os mais pobres, mas precisa pagar o seu escritório, o seu apartamento, etc, ainda caso ele seja pego ele sabe que sua vida acabou, ele não é rico ou invulnerável, podendo morrer na prisão ou ter sua vida destruída caso sua identidade seja revelada (como a queda de Murdock).
É por isso que ele é chamado de o Homem sem Medo,  a motivação de Matt vem do catolicismo e na sua confiança na justiça,  afinal como católico ele carrega consigo a culpa católica que ao contrario da igreja primitiva ou dos protestantes, o catolicismo exige uma serie de atividades para extirpar a culpa e mesmo assim ainda pode carregar se não atuar mesmo podendo,  os santos são pessoas que nascem e vivem vidas santas, sendo qualquer um, mas se elevam como heróis da fé pelo fato de serem altruístas e realizarem verdadeiros milagres ( alguém comparou com os super heróis?).
A questão o que faz alguém um herói ou santo é uma  das ideias centrais em Demolidor,  muitas vezes roteiristas deixam claro que ele está um dia ruim de se tornar o que mais odeia,  a maioria das narrativas de Super Herois pegam o clichê do bem e mal puro, existe um puro herói como protagonista e um corrupto e vil vilão como antagonista,  em Demolidor esse elemento é bem cinza quando comparamos ele com Rei do crime, Stick, Elektra  e o Justiceiro, que ocupam áreas morais bem cinzas, eles não decidem ser maus, eles avaliam suas ações por um bem maior, o que separa eles do Demolidor é a sua fé,  Demolidor é católico praticante, quanto os outros não são religiosos, apesar do Justiceiro ser um católico não praticante,  o que é engraçado pois o Demolidor curte sair por ai vestido de demônio e espancar criminosos.
Para todos os outros personagens apresentados existe apenas uma lei corrupta que os impede de matar, para eles não existe uma lei divina como ocorre com o Demolidor.
O Demolidor enfrenta diversos criminosos que são uma alegoria e não realmente importam na historia, o que importa para o Demolidor é controlar seu demônio interior, o pecado que carrega dentro de si e pode explodir para torná-lo o que mais teme,  ele é um bom católico que não teme em exercer a punição divina, mas não mata por ser contra um dos mandamentos, acredita que existe redenção para todos.
Enquanto muitos acreditam que a justiça só podem atingida por diversos meios combinados, o Demolidor acredita que a justiça pode ser atingida  com o simples esforço de um homem em fazer o que é certo.
O Justiceiro por exemplo acredita que a justiça do Demolidor é insuficiente, para ele a limitação do Demolidor de não matar é ineficaz para causar uma mudança mais profunda,  o Justiceiro não acredita que é possível ajudar a sociedade sem dar aos criminosos o que eles segundo ele merecem.
Parte 4 Conclusão
Demolidor apresenta um herói em conflito consigo mesmo, entre sua religião, seu altruísmo heroico e seu desejo de seguir a justiça legal, o Demolidor pode ter começado como uma versão financeiramente pobre do Batman, mas os bons roteiristas que passaram por ele, foram colocando tijolos aos quais criaram o herói que conhecemos hoje, diferente e único, com temas morais raramente abordados nos quadrinhos de heróis hoje em dia.

Confira Também...

0 comentários