A Lenda de Tarzan: Uma Boa Surpresa (Review)

Edgar Rice Burroughs criou Tarzan e John Carter e a Princesa de Marte em 1912, de lá para cá houveram diversos filmes, series, animações, quadrinhos e tudo que possa imaginar de Tarzan, chegando ao ponto do seu filme antecessor Tarzan a Lenda de Greystoke (com Christopher Lambert, o eterno Highlander) sendo até indicado por diversas premiações do Oscar.


Esse era um filme arriscado depois do fracasso de bilheteria de John Carter, mas provou mais uma vez que sempre é possível fazer um bom filme de qualquer material, basta ter um esforço e respeito com a historia que propõe contar.

A Sinopse
 Passaram-se anos desde que o homem antes conhecido como Tarzan (Alexander Skarsgård) deixou as selvas de África para trás para uma vida sofisticada como John Clayton III, Lorde Greystoke, com sua amada esposa Jane (Margot Robbie) ao seu lado. Agora, ele foi convidado para voltar ao Congo para servir como um emissário de comércio do Parlamento, inicialmente se recusa, mas é convencido por George Washington Williams( Samuel L Jackson) que acredita que o rei Belga está promovendo escravidão no Congo ( que nesse tempo já foi proibida internacionalmente), sem saber que ele é, na verdade, um peão em uma convergência mortal de ganância e vingança, organizado pelo belga Capitão Leon Rom (Christoph Waltz), que encontrou a terra de Opala governada por uma tribo cujo líder é o chefe do culto do leopardo (que existem em Tarzan e na vida real), depois que todos os soldados e mercenários morreram na tentativa de governar Opala dessa tribo misteriosa, eles aceitam dar todos os diamantes em troca de Tarzan, que matou o filho da chefe da tribo por ter matado a mãe gorila dele, isso ajudaria o rei Belga que está falido, mas usara os diamantes para pagar um exercito para conquistar de vez o Congo, cabendo a Tarzan e seus aliados (animais e humanos) deterem a expansão belga dentro do coração do Congo.
(Homens Leopardo em 1940 - Homens Leopardo no filme em 1920)
Os Homens Leopardo são um culto que realmente existiu e foi extinto somente em 1940, suas vitimas eram brutalmente mortas, parecendo que foram mortas por animais selvagens.

Tarzan não tenta ser extremamente realista (também com uma historia dessas ficaria difícil,), mas tenta ser crível (e consegue), usando dos elementos das historias Pulp sem sair do material original.

Inicialmente Tarzan vive o dilema de ser o super herói rei das selvas como algumas tribos africanas e estrangeiros querem que ele seja ou ser um nobre inglês como seu pai quis que ele fosse, deixando até isso escrito em seu testamento.

Mas no final do filme ele assume o papel de ambos, reassumindo seu lugar no status quo, mas vivendo na tribo africana que o acolheu após a morte de sua mãe gorila.

Os coadjuvantes e vilões  funcionam perfeitamente, sem falar que o personagem de Samuel L Jackson e sua amizade com Tarzan funcionam muito bem.

Tarzan é um filme super heroico como poucos e vale a pena ser visto, até deu vontade de ver ele em uma super equipe com outros heróis pulp como o sombra e doc Savage, isso talvez esteja nos planos do estúdio e espero que aconteça.
nota 8


Confira Também...

0 comentários