Quadrinhos para Halloween

Entrando no espírito de Halloween, decidi criar uma lista de quadrinhos. contendo histórias sombrias e surpreendentes. Não é uma lista por ordem de importância, mas sim minhas recomendações de quadrinhos, que inclusive já estão disponíveis no mercado nacional. São histórias para se ler na noite, quando os mortos recebem permissão para caminhar entre os vivos, demônios e outras criaturas saem para se divertir. 


No momento que seus maiores temores podem ganhar forma em um beco escuro próximo, portanto, aproveite essa seleção para pensar qual será o próximo título da sua coleção. 

1- Uzumaki

Uzumaki que em japonês significa espiral é um mangá de Junji Ito, que conta a história de Kirie Goshima, sua família e seu namorado Shuichi Saito que vivem na cidade de Kurôzu-cho, que, por sua vez, começou a sofrer estranhos fenômenos ligados a espirais. Conforme a trama progride, esses fenômenos vão se intensificando e revelando uma maldição que assombra toda a cidade. A cada capítulo vemos uma forma diferente de horror relacionado com esse “padrão geométrico”. O título foi lançado no Brasil pela Conrad em 2006 e é  composto por três edições.

Essa obra apresenta um incrível clima de terror, extremamente criativa e envolvente, porém sinto que o autor trabalha melhor com oneshots, muitos a maior parte dos capítulos parecem ser fechados em seu próprio universo e, de uma hora para outra, os personagens simplesmente se esquecem do evento bizarro e traumatizante com o qual a pouco se depararam. Com exceção desse fato, Uzumaki é uma obra que deve ser lida por qualquer fã do gênero.

2- Noturno

O quadrinho do argentino Salvador Sanz, Noturnos narra os destinos interligados de cinco personagens e o envolvimento destes em uma invasão interdimensional de criaturas aladas, negras e mortais. A obra possui uma arte única e  narrativa envolvente, tendo sido publicada originalmente pela Zarabatana Books em 2010.

Embora  de utilizar o recurso de usar multi-núcleos seja muito criativa,  conforme o desenrolar da trama, vão surgindo mais personagens com interesses e motivações próprios. A partir daí, a história começa a correr um pouco rápido demais, dando a impressão que chegamos ao final de forma repentina, tirando esse pequeno problema. Mesmo assim,é uma excelente obra, que aborda muito bem o conceito de viagem interdimensional.

3- 30 dias de noite

A história desta série se inicia com um ataque de vampiros a uma cidadezinha no Alasca durante um inverno sem sol, que dura 30 dias. Isolados do mundo e sem a proteção da luz natural, acompanhamos a história de um grupo de pessoas tentando sobreviver. 

Atualmente a HQ possui outros volumes, no qual o universo da série é expandido, através de novas histórias. Essa série foi lançada pela editora Devir, adaptada para o cinema em 2007, ganhando posteriormente uma continuação em 2010.

A princípio, sua arte pode parecer desconfortável, mas com o tempo você se acostuma e percebe que o estilo esboçado de Ben Templesmith casa perfeitamente com esse mundo sujo e cruel.Além do aspecto artístico, a obra possui uma narrativa excelente A cada nova edição seu interesse sobre esse universo de vampiros bestiais irá aumentar cada vez mais. 

4- Legião

Salvador Sanz marca novamente sua presença nesta lista, agora com Legião, que conta a história de um grupo de desconhecidos tentando sobreviver a uma estranha invasão de criaturas a capital argentina, muito terror gore e mistérios permeiam o grupo de sobreviventes, enquanto tentam achar uma fuga dos territórios ocupados por estes seres. Essa HQ foi publicado no Brasil pela Zarabatana Books em 2014.

Trata-se de uma obra de leitura rápida e de apelo bastante visual, seu conceito lembra bastante o universo lovecraftiano, o uso das cores dá um toque especial a arte e marca uma importante passagem narrativa. Sendo um quadrinho de grande beleza e leitura dinâmica, é um título perfeito para uma noite chuvosa.

5- Coletâneas Creepy e Contos da Cripta

Coletâneas de histórias de terror publicadas no Brasil nos anos 60-80 e republicados pela Devir e Mythos Books. A cada livro temos contato com dezenas de autores que influenciaram muito o cinema e quadrinhos de  hoje. 

O espírito das revistas pulps pode ser sentido em cada história, seja esta de terror, ficção científica, ou ainda adaptações de clássicos literários. Inclusive em algumas obras, são apresentados traços de artistas que renomados da contemporaneidade  como, por exemplo, Frank Frazetta e Al Williamson.

Antes de começar a lê-los devo advertir que é preciso transportar a sua mente para a época em que esses quadrinhos foram criados originalmente. Algumas histórias tendem a parecer maçantes, outras óbvias ou bobas, mas entendam que elas são as responsáveis pela criação de muitos dos clichês que temos hoje no cinema e na T.V. Isto quer dizer que muitas das surpresas acabam com o gosto de “eu vi isso num filme quando era criança”, mas se conseguir deixar isso de lado, todas as obras proporcionarão uma leitura divertida.

6- Another

Another, obra de Yukito Ayatsuji, é um mangá com um clima forte de filmes orientais de terror, acho que seria o equivalente a se Enigma de Outro mundo fosse feito pela equipe que fez o Ringu, seria algo próximo dessa obra.

Nosso protagonista é Koichi , um garoto recém-transferido para uma escola que se depara com uma estranha maldição Essa calamidade faz com que sempre um de seus colegas de classe  não possa pertencer a esse mundo. O problema é que o indivíduo em questão sequer sabe disso, mas a morte cobra caro da classe pelo desequilíbrio entre o mundo dos mortos e vivos... Lançado pela JBC, a história se fecha em 4 volumes.

O primeiro volume tem um ritmo bem lento, quase desisti do mangá, mas somente ao final do primeiro livro é que a história embala. A partir daí, se tornará uma assustadora e complexa trama, cheia de suspense.

7- Lovecraft

Obra publicada pela devir e escrita por Hans Rodionoff, Lovecraft mescla a biografia de autor de mesmo nome com uma nova obra totalmente original. Ela nos faz pensar: e se todos os horrores impronunciáveis fossem verdade? Se seus pesadelos estivessem vivendo por aí, aguardando para te atacar enquanto consomem lentamente sua sanidade? Realidade e ficção se unem nessa obra quase desconhecida, digna dentro do gênero .

Gosto muito da mitologia do Lovecraft, ao ponto de comprar esse quadrinho sem nem ler uma única review A princípio, estranhei as cores usadas  em excesso na obra, mas ao longo de minha leitura,percebi que esse recurso foi usado de forma maestral para desenvolver os ambientes e mundos. Enfim, uma ótima leitura para todo fã do indescritível.

8- Hideout

Mangá de Masafumi Kakizaki lançado pela Panini em 2014, Hideout conta a história de um casal que resolve passar as férias em uma ilha paradisíaca, mas nem tudo é como parece. 

O casal possui uma relação complicada, que se agrava ainda mais durante uma tempestade, na qual os dois percebem que não estão sozinhos na ilha.  Ao longo da obra conhecemos através de flashbacks cada um dos personagens e suas motivações, levando-nos a um final surpreendente.

Fui atraído inicialmente pelo seu visual, mas acabei encontrando uma história bastante pesada.  O autor acerta em cheio na forma de criar simpatia ou antipatia pelos personagens, para nos proporcionar um final que foge totalmente do esperado.

9- Pixu

Obra de Becky Cloonan, Vasilis Lolos e dos brasileiros Gabriel Bá e Fábio Moon, Pixu tem uma interessante narrativa interconectada, que apresenta vários núcleos de personagens que moram num hotel. Uma estranha força obscura rodeia o ambiente e começa a interferir, pouco a pouco, nas vidas de cada um dos seus moradores. A cada capítulo descobrimos um pouco mais sobre cada personagem, enquanto caminhamos para o derradeiro momento  no qual uma forma sombria ganha poder a cada momento. O título foi lançado no Brasil pela editora Devir em 2009.

Por causa das diversas linhas narrativas dos personagens, o quadrinho acaba sendo um pouco confuso no meio, mas quando chegamos mais próximos ao final, toda essa confusão acaba sendo desfeita, resultando num roteiro que poderia estar facilmente em um bom filme de terror.

10- Papa-Capim - Noite Branca

Quadrinho do selo Graphics MSP, Papa-Capim - Noite Branca faz uma excelente releitura do famoso personagem de Mauricio de Souza, colocando-o em um conto de terror da mitologia indígena. O resultado é um trabalho incrível de pesquisa, feita  por Marcela Godoy  e complementada pela arte magnífica de Renato Guedes. O título foi lançado pela Panini em 2016.

Sou um grande admirador das lendas brasileiras e ver a adaptação de uma história indígena desenvolvida de forma tão criativa e sombria me animou muito.  A história consegue ser bastante direta, mas, ao mesmo tempo, passa a impressão de ser muito rápida Seja como for, espero ver mais coisas desse universo místico do Papa-Capim pela mão dessa dupla..

Um temor a cada página

Quadrinhos de terror abrem portas para narrativas incríveis de suspense, mistério e intrigas. Nessa seleção, tentei trazer histórias com estilos mais diversificados. Algumas com apelo mais gráfico outras que se focam mais na narrativa, baseadas em culturas e superstições diferentes. Depois de tudo isso, que tal nesse Halloween passar na livraria mais próxima e comprar uma HQ? 

Revisão: Manoel Siqueira
Capa: Peterson Barros