A Casa da tentação: O Reality Show mais canastrão da tv brasileira!


Acreditem se quiser, mas João Kléber continua firme e forte na tv brasileira. Depois de uma aparente aposentadoria com o fim do seu programa diário, o apresentador "ganhou de presente" às noites de domingo.

Apesar de promessas como novo formato, novas ideias e blá, blá, blá, o programa do João Kléber continua do mesmo jeito de vinte anos atrás... ainda bem.



O Brasil é literalmente um país problemático, cheio de resoluções que em teoria são fáceis, mas que na prática são praticamente impossíveis de serem alcançadas. Tudo isso já sabemos, e no fundo - e infelizmente - já aceitamos e nos acostumamos. Nos domingos à noite, todos querem relaxar, esquecer dessas situações adversas e apenas se divertirem com coisas que não fazem sentido. É aí que o João Kléber entra com maestria.

O formato do programa simplesmente toca um "foda-se" para os textões do facebook ou para o desejo incessante de outras emissoras em encontrar histórias "tristes e de superação". João Kléber abraça o rudimentar e te chama para o "Lado Tosco da Força". Com pegadinhas que se tornam até engraçadas de tão vergonhosas e revelações de segredos que nem o seu cachorro esperaria, o programa traz a incomparável fórmula trash para a tv aberta.

E, o mais novo Sucesso de todo esse empreendimento atende pelo nome de: "A Casa da tentação!"


 Olhando o nome, a primeira impressão é de que se trata de um quadro apelativo sexualmente - o que não seria nada anormal se tratando do João Kléber. Porém, acreditem, o Reality nem foca tanto nisso. Perto de BBB's e Fazendas por aí, este até que é comportado.

O quadro se resume em colocar oito lindas mulheres numa mesma casa para interagirem e disputarem provas pré determinadas. A cada semana, uma das participantes será eliminada através dos votos de um júri formado - a mulher Pêra é umas da juradas. 

Sim, mesmo com muitas ressalvas, o programa até que poderia ser considerado algo diferente. Porém, o reality show do João Kléber peca na hora de ser... um Reality.


Com atuações dignas de Kirsten Stewart no Crepúsculo, as participantes tiram toda a naturalidade do que deveria ser um reality show. Bom, quero acreditar que a produção entregue textos para as moças recitarem, pois, é inconcebível aceitar que alguém fale pausando no seu dia a dia. Ou aquelas moças são péssimas atrizes ou deveriam procurar ajuda.

É, eu sei, o João Kléber é o rei do Trasheiro e tudo, mas, estava esperando algo do nível Ranchinho. Aquilo ali sim era um Reality Show de verdade. O bem sempre vencia.


Bom, mesmo nos traindo - tal como a fita traiu o batemá - "A Casa da tentação" está no pacote para aqueles que só querem ver um pouco de tosquice e que não estão procurando sentido nas coisas. Às vezes, é só disso que precisamos.

Gostou do post? Deixe a sua opinião nos comentários!