O filme da Mulher Maravilha pode ser tão confuso quanto BvS: "Mas o problema é a Marvel e os sites nerds."

Essa semana saíram notícias sobre rumores envolvendo o inédito filme da Mulher Maravilha. Segundo alguns sites, uma fonte (não identificada) teria afirmado que a produção é confusa e cheia de falhas no roteiro. Ainda que o nome não tenha sido informado, é dito que a fonte é mesma da época de Batman v Superman - que acabou sendo certeiro ao afirmar que o filme era confuso e mal editado.


Vamos por parte:

Primeiro devemos tratar tudo isso como realmente é, um rumor. Porém, é como dizem: "Onde há fumaça, há fogo." Se a fonte for de fato a mesma que trouxe as afirmações sobre BvS, o sinal amarelo já pode ser acesso. E, é exatamente neste ponto de preocupação que quero chegar.

A Warner /Dc teve até o momento três filmes no seu universo integrado do cinema, e nenhum conseguiu ser unânime de crítica e público. E nesta conclusão, até uma criança de oito anos consegue chegar... menos os fãs - mais fanáticos - da Dc.

Fazendo uma avaliação custo x benefício, nenhum filme da editora conseguiu ter um retorno considerável para empresa. Vejam bem: "não dar prejuízo", não é o mesmo de "dar lucro". 
Um blockbuster não se faz apenas com pré produção ou produção em si. Muitas vezes, o investimento em publicidade e marketing é igual ou maior do que o valor investido nas filmagens. Isso sem falar em refilmagens de emergência, que são relativamente mais caras que as iniciais. 
Fazendo pesquisas um pouco mais aprofundadas, descobrimos que o valor investido na publicidade de BvS é astronômico. Muito maior do que o de Lanterna Verde ( que tinha sido o recordista neste sentido no genêro super - herói). Provavelmente a arrecadação de pouco mais de 900 milhões de BvS tenham sido suficientes para que o filme não desse prejuízo. Mas, sinceramente, esta é uma afirmação que teria receio de fazer.


E então chegamos em Esquadrão Suicida que, em qualquer outra situação, ficaríamos sem entender a razão da criação deste filme. Todavia, um filme de "vilões" da Marvel tinha sido lançado pouco tempo atrás e feito um estrondoso sucesso. Então... "vamos criar uma película com os vilões da Dc!" 

Olha, não há nada errado em tentar se inspirar num sucesso do outro lado do muro, mas, é como diz aquele ditado: "Se for para copiar, faça direito!" E, mais uma vez, a Dc não fez direito. Esquadrão Suicida comete os mesmos erros de BvS: um roteiro ruim, seguido de uma péssima edição. O problema é que você começa e termina sem saber se é  um filme sério, de comédia ou sombrio igual a meia-noite do lobisomem. E para piorar, você não enxerga os tais "super vilões." Todo mundo é bonzinho, e o grande vilão é a Amanda Waller.


O problema é ser sombrio?

Não. Diferente de muitos, não acho que o problema da Dc é querer ser sombrio. Eu preferiria que não fosse, mas esse de fato não é o problema. O universo do Nolan está aí para provar isso, entre erros e acertos, o saldo foi extremamente positivo. A adversidade começa de verdade quando esse novo universo SÓ TENTA ser sombrio, mas acaba parecendo apenas galhofa.

Quando os trailers de BvS começaram a sair deu a impressão de que teríamos um filme sério, sombrio, como é realmente o clima da grafic novel que supostamente o filme teria se inspirado. Todos ficaram animados, afinal, pela primeira vez, teríamos o encontro de dois super ícones no mesmo filme. Mas, o que deveria ser sombrio se tornou um amontoado de erros e explicações ridículas.Chega num certo momento do filme que você começa a se perguntar se é para levar aquelas cenas a sério. Os caras não poderiam ter errado num filme com o Batman e o Superman.

Pois é, mas erraram. E feio. E, a não ser que você seja um fã extremista, é fácil reconhecer os inúmeros problemas da produção.


Fazendo um contraponto.

Fazendo um contraponto rápido com a Marvel e explicando melhor o conceito de "o problema não é ser sombrio, ficar no meio do caminho que é," algumas produções da Marvel Stúdios também sofreram desse mal. Os filmes do Thor, Hulk e o segundo Vingadores também foram vendidos como produções sérias, no entanto, se mostraram quase como um stand up comedy de mal gosto.

A grande diferença é que poucos esperavam alguma coisa de filmes com o Thor ou Hulk, e no fundo, as produções foram apenas tapa-buracos para o caminho dos Vingadores. Não é como se esses filmes fossem pedras fundamentais para a criação daquele universo cinematográfico, papel muito diferente de BvS para a Dc / Warner. Além disso, a falha desses filmes foi se venderem como algo sério, e os erros de BvS são muito maiores.

E só para não deixar passar: Guardiões x Suicide Squad.

Guardiões da Galáxia desde o primeiro trailer se vendeu como um pipocão, uma produção descontraída que homenageava os filmes das décadas de 70/80/90 e que, por acaso, tinham super-heróis envolvidos.

Já o Esquadrão Suicida... bem... foi aquilo que todos viram no cinema.


Em suma, espero que os fãs da Dc / Warner percebam que se os filmes do estúdio não são benquistos pelo público e crítica em geral, não é por causa da Marvel ou de sites especializados. O estúdio se mostra perdido e sem um planejamento prévio. A ideia de um filme das "Sereias de Gotham" só corrobora para esta visão externa.

E para concluir, torço muito que estes rumores da Wonder Woman sejam falsos. Até agora, a produção mostrou que terá tudo que um filme de super-herói precisa: ação, um tom dosado de seriedade e uma vontade imensa de entreter o público. Situações que ainda não vimos juntas num mesmo filme da Warner. Que seja esta a primeira vitória do estúdio. 

Gostou da postagem? Tem alguma reclamação ou sugestão? Deixe a sua opinião nos comentários.