Netflix deve pagar pela crise?



O UOL noticiou que o governo  federal estaria buscando alternativas para arrecadar tributos da Netflix e outros serviços de streaming. 


Uma alternativa seria a cobrança do Condecine (Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional) com uma taxa de R$ 7.291 de cada um dos produtos  estrangeiros do com duração superior a 50 minutos ou de R$ 1.822,81 por episódio de séries internacionais.  No caso de produções nacionais as taxas seriam R$ 1.458,25 por filme e R$ 364,56 por capítulo. 

Já o plano B seria criar uma tributação sobre o envio de lucros de empresas internacionais para suas sedes na gringa. A estimativa seria uma cobrança de 3% a 8%, o que no caso  netflixiano incidiria sobre a média de R$ 1,1 bilhão de lucros anuais do serviço.

Um minuto pra pensar quem vai pagar a conta.