Top 10 Super heróis nacionais

Os quadrinhos de super heróis brasileiros são uma fonte muito rica, um projeto do Cartase chamado A Õrdem conseguiu mais do que a expectativa provando que o gênero é popular, você pode conferir outros projetos aqui e aqui, agora confiram abaixo nosso top 10.
10

Grivu o Orixá e Rafaela Moreira a sacerdotisa criados pelo nosso leitor Olavo Coelho Netto
A dupla de heróis maranhenses  e negros que saiu das paginas dos Desconhecidos tiram seu poder dos deuses africanos chamados orixas, grivu é uma especie de capitão marvel (shazam que retira seus poderes dos deuses) já Rafaela é uma sacerdotisa e maga que retira seus poderes da sua fé. 
9

CORCEL NEGRO foi criado, no início do século XXI - alguns apontam sua primeira aparição na mídia impressa em 2004 - pelo potiguar (nascido no Rio Grande do Norte) Alcivan Gameleira, responsável pelos roteiros de todas as histórias do personagem. 
CORCEL NEGRO foi publicado em diversos fanzines brasileiros - entre eles, o popularíssimo Heróis Brazucas,editado por Francinildo Sena, conterrâneo de Gameleira e o maior editor de fanzines do Brasil - e no fanzine homônimo, Corcel Negro. Em 2007, as histórias do personagem começaram a ser editadas pela SM Editora / Júpiter II, contribuindo para aumentar o contingente de fãs do personagem. Dentre os desenhistas da série, citamos os nomes de Joe Nunes (que também já desenhou algumas HQ roteirizadas pelo meu amigo Antônio Mello, do Quadrinhos S. A.), Paulo Ricardo, Arthur Filho, Orlando Maro, E. Thomaz, Edurardo Medeiros e muitos outros,suas aventuras envolviam espionagem,mitologia e criticas a sociedade,corsel negro é um especialista em artes marciais (capoeira e ninjitsu) e enfrenta normalmente o crime organizado
8
Flama, o herói criado por Deodato Borges, é um do primeiros grandes heróis 100% brasileiros. Em 1963, “As Aventuras do Flama” era lançada em padrão americano de quadrinho (17,5x25cm), com 40 páginas e em capa dura. Anos antes o personagem já tinha uma considerável quantidade de fãs graças a série de rádio homônima que era transmitida diariamente pela rádio Borborema, de Campina Grande, e pra dar mais força ao personagem, de brinde para os ouvintes, uma revistinha com histórias do Flama era dada. O resultado foi uma legião de fãs na época e o quadrinho sendo um dos mais famosos (e mais antigos) da Paraíba,suas misturava estilo Pulp e Noir .
7

O Judoka foi o nome uma revista em quadrinhos da Editora Brasil-America (EBAL) publicada entre 1969 e 1973, inicialmente a revista era estrelada pelo Mestre Judoca, personagem da Charlton Comics (atualmente pertencente a DC Comics), porém a revista original do Mestre Judoka da Charlton Comics foi cancelada nos EUA no sexto volume, a solução sugerida por Adolfo Aizen foi a criação de uma nova série de história em quadrinhos criada por Pedro Anísio e Eduardo Baron. A origem do Judoka é similar a do Mestre Judoca da Charlton, Carlos da Silva é um jovem que salva um senhor de ser atropelado por um caminhão, logo descobre que esse homem é o mestre em judô Minamoto, que em agradecimento decide lhe ensinar as técnicas do judô, Carlos se torna o Judoka, com o tempo Lúcia, namorada do herói também passou a treinar Judô e lutar a seu lado. O Judoka foi o primeiro herói nacional a ter um filme! (Lá na década de 70)
6
'O Doutrinador'.
O Doutrinador surgiu em 2008 das mãos do designer carioca Luciano Cunha
Um dia, não se sabe a data ao certo, um velho soldado do Exército brasileiro decidiu deixar sua aposentadoria, após "quase 40 anos vivendo como um esboço, um rascunho", para uma nova missão, "a mãe de todas as batalhas". Seu uniforme, ao invés da farda verde camuflada, passou a ser uma grande máscara de oxigênio e um casaco com capuz para não ser reconhecido. Do Exército sobraram as botas de couro e os fuzis, dessa vez usados para travar uma guerra —sua guerra— dentro do Brasil contra um inimigo interno: a corrupção. A primeira vítima dessa aventura foi um pastor deputado, assassinado em um quarto de hotel; a segunda, um velho senador que descansava em uma praia do norte. Este justiceiro quer limpar o país de seus dirigentes corruptos e não há negociação ou propina que o detenham, e vai ganhar um filme.

5

Os criadores do Gralha são Alessandro Dutra, José Aguiar, Antonio Eder, Gian Danton, Luciano Lagares, Nilson Muller, Augusto Freitas, Edson Kohatsu e Tako X
Ele surgiu em outubro de 1997, numa edição especial (comemorando os 15 anos da Gibiteca de Curitiba) da extinta revista Metal Pesado. Para realizá-la, foram convocados vários quadrinhistas locais, com aventuras recheadas de humor,o gralha chegou a ter dois filmes live actions feito por fãs que pode ser conferido no youtube
4

Criado por Zilson Santos (conhecido como Zeck) em 2008
O alter ego do homem caveira é um jovem estudante (que lembra muito desventuras do homem aranha no inicio da carreira) se transforma no espetacular homem caveira em aventuras que lembram muito com as do homem aranha e capitão marvel (atualmente chamado de SHAZAM) que conta com encontros inusitados como esse do Jaspion, seu arqui inimigo é o Homem Poodle (uma parodia do Lobo).
3
Cometa, personagem criado por Samicler Gonçalves, acaba de ganhar a nona edição de sua revista, publicada pela SG Arte Visual, editora do próprio autor,cometa foi criado na terra porem é alienígena,ele vem de uma nova safra de heróis nacionais que tem feito sucesso com boas historias e ótima arte recomendo a todos essa revista
2
Raio Negro foi criado por Gedeone Malagola ,Raio negro era um aviador civil, o brasileiro Roberto Salles (o Raio Negro) era um piloto militar (da FAB - Força Aérea Brasileira) que após encontrar com um alienígena e o salvando acaba ganhando dele um anel que lhe concede diversos poderes Para completar a revista Raio Negro #1 foi incluída uma história solo do Homem-Lua. A revista também publicaria histórias do Hydroman (inspirado no Namor da Marvel) e até mesmo um crossover com o Homem-Lua e um com o Hydroman,foi uma das hqs mais bem sucedidas nacionais chegando a ter o maior numero de edições publicadas entre os super heróis nacionais e ainda saem edições de historias suas no mercado
1
O Capitão Ninja foi criado por Marcelo Cassaro e fez sua estréia na revista O Pequeno Ninja #3 (Editora Ninja, 1991), posteriormente foi publicado na revistas Pro Gamer (depois mudada para Gamers) em tirinhas que satirizavam diversos jogos de videogame. Chegou a estrelar sua própria revista - uma única edição, lançada pela Editora Escala  e fez várias aparições nas páginas da revista de RPG Dragão Brasil, sempre sob a batuta de seu criador. Anos mais tarde, a minissérie U.F.O Team apresentou uma versão mais ‘séria’ do personagem.   O Capitão Ninja não é realmente um ninja, mas sim um militar experiente, especializado em técnicas de infiltração e combate armado e desarmado. Seu passado é um mistério completo, assim como sua verdadeira identidade (ninguém vê o Capitão sem sua máscara. Algumas pessoas acreditam que ele não a tira nem para tomar banho ou dormir). 

Um dos meus heróis favoritos surgiu em uma época em que os heróis andavam bem sombrios,algumas pessoas tem preconceito com esse personagem mas eu sinceramente adorava o UFO TEAM e o capitão ninja,meio que alavancou os quadrinhos nacionais sem falar que essa mesma turma trouxe o Holy avengers para nossa felicidade uma das melhores historias em quadrinhos nacionais que já vi

Menção Honrosa
ESQUADRÃO AMAZÔNIA
Criados pelos paraenses Joe Bennett e Alan Yango, 
Os super-heróis inspirados no folclore brasileiro, o Esquadrão Amazônia, formados por Jurema, Onça, Búfalo, Aruã, Sucuri, Iara e Açu, criados originalmente para promover uma marca de celular, o grupo ficou famoso e voltou recentemente por um fundo coletivo que você pode conferir aqui.